Literatura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5521 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 | Projeto Medicina – www.projetomedicina.com.br

Exercícios de Literatura
Classicismo

1) (Fuvest-2004) Tu, só tu, puro amor,
com força crua,
Que os corações humanos tanto
obriga,
Deste causa à molesta morte
sua,
Como se fora pérfida inimiga.
Se dizem, fero Amor, que a sede
tua
Nem com lágrimas tristes se
mitiga,
É porquequeres, áspero e
tirano,
Tuas aras banhar em sangue
humano.
(Camões, Os
Lusíadas - episódio de Inês de Castro)

Molesta = lastimosa; funesta.
Pérfida = desleal; traidora.
Fero = feroz; sanguinário; cruel.
Mitiga = alivia; suaviza; aplaca.
Ara = altar; mesa para sacrifícios religiosos.

a) Considerando-se a forte presença da cultura da
AntigüidadeClássica em Os Lusíadas, a que se pode referir
o vocábulo “Amor”, grafado com maiúscula, no 5º verso?
b) Explique o verso “Tuas aras banhar em sangue
humano”, relacionando-o à história de Inês de Castro.


2) (UFSCar-2003) A questão seguinte baseia-se no poema
épico Os Lusíadas, de Luís Vaz de Camões, do qual se
reproduzem, a seguir, três estrofes.

Mas um velho, de aspeito venerando,(= aspecto)
Que ficava nas praias, entre a gente,
Postos em nós os olhos, meneando
Três vezes a cabeça, descontente,
A voz pesada um pouco alevantando,
Que nós no mar ouvimos claramente,
C’um saber só de experiências feito,
Tais palavras tirou do experto peito:

“Ó glória de mandar, ó vã cobiça
Desta vaidade a quem chamamos Fama!
Ó fraudulento gosto, que se atiça
C’umaaura popular, que honra se chama!
Que castigo tamanho e que justiça
Fazes no peito vão que muito te ama!
Que mortes, que perigos, que tormentas,
Que crueldades neles experimentas!

Dura inquietação d’alma e da vida
Fonte de desamparos e adultérios,
Sagaz consumidora conhecida
De fazendas, de reinos e de impérios!
Chamam-te ilustre, chamam-te subida,
Sendo digna de infamesvitupérios;
Chamam-te Fama e Glória soberana,
Nomes com quem se o povo néscio engana.”

Os versos de Camões foram retirados da passagem
conhecida como O Velho do Restelo. Nela, o velho
a) abençoa os marinheiros portugueses que vão atravessar
os mares à procura de uma vida melhor.
b) critica as navegações portuguesas por considerar que
elas se baseiam na cobiça e busca de fama.
c)emociona-se com a saída dos portugueses que vão
atravessar os mares até chegar às Índias.
d) destrata os marinheiros por não o terem convidado a
participar de tão importante empresa.
e) adverte os marinheiros portugueses dos perigos que
eles podem encontrar para buscar fama em outras terras.

3) (UEL-2006) As questões de 01 a 04 referem-se ao Canto
V de Os Lusíadas (1572), de Luís Vazde Camões (1524/5?-
1580).
XXXVII
Porém já cinco sóis eram passados
Que dali nos partíramos, cortando
Os mares nunca de outrem navegados,
Prosperamente os ventos assoprando,
Quando ua noite, estando descuidados
Na cortadora proa vigiando,
Ua nuvem, que os ares escurece,
Sobre nossas cabeças aparece.
XXXVIII
Tão temerosa vinha e carregada,
Que pôs nos corações um grandemedo.
Bramindo, o negro mar de longe brada,
Como se desse em vão nalgum rochedo
- “Ó Potestade - disse - sublimada,
Que ameaço divino ou que segredo
Este clima e este mar nos apresenta,
Que mor cousa parece que tormenta?”
(CAMÕES, Luís Vaz de. Os Lusíadas. 4ª. ed. Porto: Editorial
Domingos Barreira, s.d. p. 332.)

Há, na passagem selecionada, o registro de mudança no
cenário.Trata-se do prenúncio de agouros a serem
efetivados:
a) Pelo velho do Restelo, encolerizado frente à excessiva
vaidade do povo português.
b) Pelos mouros, inconformados com as sucessivas
conquistas dos portugueses.
c) Pelo velho do Restelo, irritado diante de tantas glórias
relatadas por Vasco da Gama.

2 | Projeto Medicina – www.projetomedicina.com.br

d) Pelo gigante...
tracking img