Literatura portuguesa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (927 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Babel e Sião de Camões1

Encontramos intertextualidade neste soneto de Gregório de Matos, no qual recorre ao tema lírico, com diferentes palavras, de mesmo sentido.
“Sôbolos rios, sôbolastorrentes
De Babilônia o Povo ali oprimido
Cantava ausente, triste, e afligido
Memórias de Sião, que tem presentes.”
Camões, inspirado nas escrituras sagradas, escreveu as formosas redondilhas “Babel eSião’, que são , como se sabe, uma paráfrase ao Salmo 137.
O livro Sôbolos Rios que Vão de António Lobo Antunes, traz como título o primeiro verso da poesia de camões é um romance sobre a vida e amorte, na escrita inconfundível de António Lobo Antunes.
O título dado por Quintana ao seu poema foi tiradoda obra de Camões: BABEL E SIÃO. A palavra "sôbolos" utilizada no poema tem comosignificado: "sobre o". Eis a estrofe do poema de Camões em que ela aparece:

Sôbolos rios que vão
por Babilónia, me achei,
Onde sentado chorei
as lembranças de Sião
e quanto nela passei.
Ali, orio corrente
de meus olhos foi manado,
e, tudo bem comparado,
Babilónia ao mal presente,
Sião ao tempo passado.
[...]
e por aí se desenvolve um longo poema reflexivo e filosófico, que reflete aprecariedade do destino; a transitoriedade da vida; a fugacidade do tempo e da beleza;a desarmonia da vida e distância entre o que se vive e o que se sonha.A baixo temos o poema de Quintana:SÔBOLOS RIOS QUE VÃO

Olha, eu talvez seja esse
cadaver desconhecido
que avistam sob uma ponte
com relativo interesse:

Nem sei mais se me matei
se morri por distraido
se me atiraram do cais--- o mistério é mais profundo,
muito mais...

Vida, sonho de um segundo
---isso é vulgar mas atroz ---
e tenho pena de mim
como a que eu tenho de voz...

e sigo
todo florido
destes nossosvelhos sonhos
imortais

---o misterioso tão sem fim ---

eu sigo todo florido
cadáver desconhecido
vogando, lento, à deriva
nos rios todos do mundo!

“Mario Quintana in: Esconderijos do...
tracking img