Literatura oral e cordel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3516 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
LITERATURA ORAL E CORDEL

Michelli de Aguiar Gomes Carvalho [1]

“Mas a história-estória o povo não escreve:
faz, conta, Faz e conta, faz-de-conta, faz e canta.”
Marcus Accioly,
poeta pernambucano.

A literatura de cordel é singular em suas características. Rico representante da cultura popular, o cordel está bem vivo, em especial, na tradição artística do Nordeste do Brasil. Buscandosemelhanças num passado não muito remoto, o cordel tem suas raízes na poesia dos trovadores, na Idade Média. A espontaneidade na composição dos versos, trazendo sempre temas que vão do cotidiano às crenças populares, faz do cordel uma preciosa e inesgotável fonte de criatividade e cultura, além de ser, em iguais proporções, um campo vasto para pesquisas e estudos acadêmicos.

Seguindo esseraciocínio, este trabalho apresenta um estudo sucinto sobre a literatura de cordel como expressão da literatura oral, trazendo algumas de suas particularidades, suas raízes e expondo o pensamento de alguns pesquisadores do assunto. Ao adentrarmos ao tema proposto, faremos algumas breves considerações sobre memória, tradição oral, e identidade, relacionando-as à proposta deste texto.

O homem, em suarelação com o mundo, sempre elaborou imagens, definiu conceitos, estabeleceu comportamentos e a eles precisa recorrer continuamente para que sua história seja construída dia após dia. A memória é esse arquivo e sua matéria prima é o passado, não só individual, mas de toda uma comunidade. “Ao lembrar, a comunidade recupera fragmentos e seqüências e expulsa os elementos indesejáveis, evidenciando ummecanismo de transformação permanente, em que informações são conservadas, produzidas, selecionadas e transmitidas” (OLIVEIRA, baseado em Iúri Lotman). Rousso (1996) completa ao afirmar que a memória “é uma reconstrução psíquica e intelectual que acarreta de fato uma representação seletiva do passado, que nunca é aquele do indivíduo somente, mas de um indivíduo inserido num contexto familiar,social, nacional”.

Por ter caráter coletivo, pois representa um grupo que compartilha das mesmas experiências, uma das características da memória é assegurar a continuação da história e, portanto, constitui “um elemento essencial da identidade, da percepção de si e dos outros” (ROUSSO, In: AMADO e FERREIRA, 1996). A memória tem a tarefa de resgatar as representações do passado em épocas e lugaresdiferentes, podendo lançar mão da oralidade, fonte importante e reconhecida, sem, portanto, deixar de lado a investigação sistemática da história erudita. As fontes orais têm o seu lugar na remontagem de um passado e nesse processo valem-se das impressões e sentimentos do presente. Sendo assim, a veracidade do testemunho é validada através da verificação das informações fornecidas e do preenchimentode lacunas deixadas, procedimentos esses, que são imprescindíveis a qualquer forma de investigação científica (ROUSSO, In: AMADO e FERREIRA, 1996).

Em outra perspectiva, podemos afirmar que não há fontes orais falsas, pois a veracidade do testemunho pode não estar na ligação exata com o fato acontecido, mas com o afastamento proposital dele, objetivando construir uma realidade imaginária,desejada [2]. De acordo com Cruikshank (1996:162),

A tradição oral tanto pode significar “um conjunto de bens materiais preservados do passado” como representar o “processo pelo qual a informação é transmitida de uma geração à seguinte” (CRUIKSHANK, In: AMADO e FERREIRA, 1996). Memória e tradição oral estão relacionadas por algo comum a ambas: o passado em prol do presente. Rousso afirma que amemória “é a presença do passado” e Cruikshank completa ao assegurar que “a tradição oral vincula o presente ao passado”. Tanto uma quanto a outra refletem a vida de uma determinada sociedade, povo ou cultura e são necessárias para a construção e preservação das sociedades, povos e culturas subseqüentes.

Nesse contexto da oralidade encontra-se a literatura oral, que é, segundo Sarde Neto,...
tracking img