Listas Siglas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 36 (8863 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
 LISTA DE SIGLAS

AFR- Associação Fluminense de Reabilitação

CIDID - Classificação Internacional de Deficiências, Incapacidades e Desvantagens

IAPs - Institutos de Aposentadoria e Pensões

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

ICIDH - International Classification of Impairmente, Disability and Handicap

IDH - Índicede Desenvolvimento Humano

MS - Ministério da Saúde

OMS - Organização Mundial de Saúde

OPS - Organização Pan – Americana de Saúde

APAE - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais

PNUD - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento

SUS - Sistema Único de Saúde.

ACIAC - Associação dos Centros Integrados de Assistência Criança.INTRODUÇÃO

O presente trabalho tem como escopo, a análise institucional e os serviços prestados pela Associação Fluminense de Reabilitação. É imperioso mencionar que a referida análise foi realizada através do estágio supervisionado firmado na instituição. Torna-se vital ressaltar, que o estágio supervisionado é uma atividade curricular imprescindível no processo de formaçãoacadêmica, que ocupa posição estratégica na formação profissional, compreendida como uma totalidade. Integra um processo de ensino-aprendizagem que se configura a partir da inserção do aluno em situações de trabalho relativas ao exercício profissional.

Segundo Silva (1994), o estágio supervisionado, configura-se como o primeiro lócus de contato dos alunos com as demandasprofissionais, oferecendo situações de vivência da práxis com oportunidades para desenvolver e aprimorar habilidades segundo diretrizes curriculares, identificação do instrumental, conteúdos das ações, valorização da pesquisa como fonte de conhecimento e base para planejamento, incidindo, ainda, diretamente no processo de formação da identidade profissional.

Assim sendo, cabe relatar aimportância dessa aprendizagem, onde a partir da inserção do estagiário no campo de estágio, o aluno pode estabelecer relações com a realidade social através do espaço sócio-institucional e construir conexões entre ambos os espaços e as informações já acumuladas sobre o desempenho esperado de um profissional da sua área, destacando a sintonia entre as orientações recebidas em sala de aula e ocontexto social.


A atenção aos deficientes no Brasil surgiu primeiramente como caráter elementar, nas áreas de saúde e educação. Em conformidade com os princípios democráticos de saúde instituídos pela constituição de 1988, os direitos das pessoas com deficiência estão assegurados nos mais diferentes campos e aspectos. No Brasil os programas de reabilitação, a assistência ao portador denecessidades especiais, não era de competência de nenhuma esfera governamental, à exceção de algumas poucas instituições públicas. As primeiras instituições brasileiras criadas para portadores de deficiências físicas surgiram nos anos 1940, por iniciativa da sociedade civil. Os serviços ficavam a cargo de instituições filantrópicas e de caridade ou de atendimentos particulares e eram voltadosprincipalmente à criança e particularmente aos portadores de deficiência mental. Ainda nessa década, foram criadas leis contemplando a assistência a trabalhadores incapacitados que lançavam sobre os IAPs (Institutos de Aposentadoria e Pensões) a responsabilidade de criar serviços dessa natureza, o que ocorreu somente em dois IAPs, dos industriários e o dos comerciários.

Atualmente o atendimento aodeficiente físico ainda é precário por parte do poder público, e a atenção a este segmento populacional, que ainda está nas mãos das instituições Filantrópicas. Sendo a Associação Fluminense de Reabilitação um dos exemplos desde contexto. Nesse diagnostico pretende-se discorrer sobre o cotidiano desta instituição, sobre seus atendimentos, usuários ali atendidos e as demandas do Serviço Social....
tracking img