Linha de vida

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1228 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de setembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Linha de vida para galpão de descarga de gesso
Analise Estrutural

Cliente: Holcim Brasil S.A























INDICE

1. OBJETIVO 3
2. NORMAS E BIBLIOGRAFIAS ADOTADAS 3
3. CONSIDERAÇÕES PARA CÁLCULO ESTRUTURAL 3
3.1. MATERIAIS EMPREGADOS 3
3.2. CONSIDERAÇÕES DE CÁLCULO 3
4. PROJETO LINHA DE VIDA 4
5. RESULTADOS 5
5.1. PONTO A 6
5.2. PONTO B 75.3. PONTO C 7
5.4. PONTO D 8
6. UNIÕES SOLDADAS 9
7. CONCLUSÕES 12















1. OBJETIVO

Validar projeto estrutural para instalação de uma linha de vida.

2. NORMAS E BIBLIOGRAFIAS ADOTADAS

NBR 8800 - Projeto de estruturas de aço em edifícios;
Robert L. Norton - Projetos de Máquinas;
R. C. Hibbeler - Resistência dos Materiais;
UERJ-FEN-ESTR - Resistênciados Materiais IV;
PUC-Rio - Dimensionamento Clássico de Cordões de Solda;
Hércules – Esclarecimento Cinturão Paraquedista.

3. CONSIDERAÇÕES PARA CÁLCULO ESTRUTURAL

A seguir apresentamos o memorial de cálculo com dimensionamento das estruturas a serem implementadas para instalação de linha de vida no galpão.
As estruturas foram dimensionadas pelo método das Tensões Admissíveis.

3.1.MATERIAIS EMPREGADOS

Aço para perfis laminados, soldados e chapas: ASTM A36 (Fy = 250 MPa);

Estrutura da monovia: ASTM A588/572 (Fy = 350 MPa);

Eletrodos para solda (conforme AWS): E70XX (Fy = 400 MPa).

3.2. CONSIDERAÇÕES DE CÁLCULO

Para análise das estruturas foram consideradas as seguintes premissas:

Cargas de cálculo:
- Peso próprio das estruturas;
- Peso de impacto = 1500 kg;Tensões admissíveis
- ASTM A36, flexão e cisalhamento = 250 MPa;
- ASTM A588/A572, flexão e cisalhamento = 350 MPa;


4. PROJETO LINHA DE VIDA

Abaixo temos o projeto para linha de vida em questão.


Figura 1 - Vista Frontal

Figura 2 - Corte A-A

5. RESULTADOS

Para os resultados consideraram-se os seguintes pontos críticos conforme figura abaixo:


Figura3 - Aplicação de Carga
Propriedade dos elementos:

Perfil I 4" 2ª Alma-ASTM A588/572
Area da seção = 16,11 〖cm〗^2
I_X = 266 〖cm〗^4

Perfil L 2" "x 1/4\"" -ASTM A36
Area da seção = 6,06 〖cm〗^2








5.1. PONTO A


Figura 4 - Ponto A
A decomposição de forças mostra que:
F_1=18,1 KN
F_1x=10,12 KN

A força F_1 gera tensão de tração na cantoneira determinada por:σ=F_1/A=(18,1 KN)/(6,06 〖cm〗^2 )=29,86 MPa

FS=(Tensão Admissivel)/(Tensão Atuante)=(250 MPa)/(29,86 Mpa)=8,37>1 (OK)

A força F_1x gera flexão na coluna 01. Temos os seguintes dados:

M_max=9,33 KN.m , logo definimos a tensão máxima sob flexão;


σ_max=(M_max c)/I=(9,33 KN.m .5,06 cm)/(266 〖cm〗^4 )=177,5 MPa

FS=(Tensão Admissivel)/(Tensão Atuante)=(350 MPa)/(177,5 Mpa)=1,97>1 (OK)Flexa Atuante=9,1 mm

5.2. PONTO B

Figura 5 - Ponto B
Para o ponto B será considerado tração sobre perfil I 4”.
σ=F/A=(15 KN)/(16,11 〖cm〗^2 )=9,3 MPa

FS=(Tensão Admissivel)/(Tensão Atuante)=(350 MPa)/(9,3 Mpa)=37>1 (OK)

5.3. PONTO C

Figura 6 - Ponto C
No ponto C, a tensão máxima ocorre na metade do vão mostrado acima. Desta forma temos:
M_max=9,375 KN.m , logo definimos atensão máxima sob flexão;

σ_max=(M_max c)/I=(9,375 KN.m .5,06 cm)/(266 〖cm〗^4 )=178,3 MPa



FS=(Tensão Admissivel)/(Tensão Atuante)=(350 MPa)/(178,3 Mpa)=1,96>1 (OK)


Flexa Atuante=8,3 mm

5.4. PONTO D

Figura 7 - Ponto D
A decomposição de forças mostra que:
F=8,9 KN

A força F gera tensão de tração na cantoneira, determinada por:

σ=F/A=(8,9 KN)/(6,06 〖cm〗^2 )=14,7 MPaFS=(Tensão Admissivel)/(Tensão Atuante)=(250 MPa)/(14,7 Mpa)=17>1 (OK)

A força F gera tensão de tração na chapa de ligação, determinada por:

σ=F/A=(15 KN)/(18 〖cm〗^2 )=8,3 MPa

FS=(Tensão Admissivel)/(Tensão Atuante)=(250 MPa)/(8,3 Mpa)=30,12>1 (OK)








6. UNIÕES SOLDADAS



Figura 8


Figura 10


Figura 9



Figura 11...
tracking img