Linguagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1260 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
. Uma breve história do estudo da linguagem
De acordo com Margarida Petter no livro organizado por Fiorin (Linguística I), a linguagem, desde os primórdios da civilização, sempre despertou interesse. 
Inicialmente, os hindus procuraram estudar a língua para que os textos sagrados, reunidos no Veda, não fossem modificados. Mais tarde, alguns estudiosos, dentre eles Panini, no século IV a.C.,descreveram minuciosamente sua língua.
Os gregos, Platão e outros , preocuparam-se com a relação entre palavra e seus significados. Aristóteles, por sua vez, preocupou-se com a estrutura linguística.
Os latinos também aprofundaram seus estudos. Dentre esses, destaca-se Varrão, estudioso da gramática.
Na Idade Média, os modistas defendiam que a estrutura gramatical das línguas é una e universal.No século XVI, a Reforma provoca a tradução dos livros sagrados em várias línguas. Em 1502, surge o mais antigo dicionário poliglota, do italiano Ambrosio Calepino.
Nos séculos XVII e XVIII, especificamente, em 1660, a partir da Gramática de Port Royal, há a continuidade dos estudos dos antigos. Sendo assim, para os gramáticos dessa época, os princípios de análise estabelecidos não se prendiam auma língua particular, mas serviam a toda e qualquer língua.
No século XIX, um instrumento importante para o florescimento das gramáticas comparadas e da Lingüística Histórica se desenvolve, ou seja, é criado o método histórico. O estudo comparado das línguas revela que as línguas se transformam com o tempo, independente da vontade do homem.
Franz Bopp, estudioso daquela época, publica, em 1816,uma obra sobre o sistema de conjugação do sânscrito, comparado ao grego, ao latim, ao persa e ao germânico. Tal obra é o marco da Lingüística Histórica e evidencia que há uma relação de parentesco entre as línguas, uma família de línguas: a indo-européia, cujos membros têm uma origem comum, o indo-europeu, ao qual se pode chegar por meio de um método histórico-comparativo.
O progresso do séculoXIX, acerca das questões da linguagem, trouxe um aprofundamento nos estudos da língua literária. Nessa época, os estudiosos observaram que as mudanças ocorridas do latim para o português, para o espanhol, para o italiano e para o francês poderiam ser explicadas por mudanças que teriam acontecido na língua falada, correspondente. Modernamente, a Lingüística, ainda que se ocupe com a expressãoescrita, prioriza o estudo da língua falada.
No início do século XX, com Ferdinand Saussure, professor da Universidade de Genebra, a Linguística passa a ser reconhecida como Ciência. Em 1916, dois alunos de Saussure, a partir de anotações de aula, publicam o Curso de Lingüística geral, obra fundadora da nova ciência.
A transformação ocorrida nos estudos lingüísticos, no século XX, são de extremarelevância, uma vez que, até então, a Lingüística não era autônoma e submetia-se às exigências de outros estudos, tais como: a lógica, a filosofia, a retórica, a história ou a crítica literária.
2. O que é a linguagem?
Muitos foram os estudiosos que propuseram definições da linguagem, Petter apresenta as propostas de Saussure e de Chomsky, que defendem uma teoria geral da linguagem e da análiselinguística.
Saussure considerou a linguagem "heteróclita e multifacetada", pois é ao mesmo tempo física, fisiológica e psíquica, além de pertencer ao domínio individual e social, necessita da análise de ciências como a psicologia, a antropologia...
Para Saussure, citado por Petter, a língua é "um sistema de signos", ou seja, um conjunto de unidades que se relacionam organizadamente dentro de um todo.É "a parte social da linguagem", exterior ao indivíduo, não pode ser modificada pelo falante e obedece às leis do contrato social, estabelecido pelos membros da comunidade.
O conjunto linguagem-língua, segundo Saussure, contém a fala. A fala é um ato individual: resulta das combinações feitas pelo sujeito falante, utilizando o código da língua; expressa-se pelos mecanismos psicofísicos (atos...
tracking img