Linguagem e comunicação

Páginas: 7 (1575 palavras) Publicado: 20 de março de 2011
O surgimento e a implantação de teorias lingüísticas nas universidades brasileiras têm propiciado mudanças de perspectivas no que concerne à forma de se encarar o ensino de língua portuguesa nas escolas. Com o surgimento dessas teorias, põe-se em questionamento a pedagogia tradicional, as noções e prescrições já cristalizadas no meio educacional, contribuindo, para isso, as novas disciplinasoriundas da Lingüística, como a sociolingüística, a psicolingüística, a lingüística textual, a pragmática, a análise da conversação, a análise do discurso, dentre outras, as quais ampliaram o escopo da investigação sobre a linguagem. Por conta disso, conforme Bagno (2002), deixa-se de investigar como único foco de estudo o exame de língua, que se centrava basicamente no estudo da gramática de frase,buscando-se entender os fenômenos da interação social via linguagem, a relação entre língua e sociedade, a aquisição da língua pela criança, os processos que envolvem o ensino formal da língua, do controle social exercido pelas ideologias veiculadas no discurso.

Não obstante tais avanços, o que se percebe na realidade escolar brasileira é um descompasso entre as teorias e a prática pedagógica deprofessores de Língua Portuguesa, verificando-se pouca influência dessas no processo ensino-aprendizagem, apesar de tais teorias embasarem documentos e referenciais qualitativos educacionais, como os Parâmetros Curriculares Nacionais (MEC, 1988).
Ao tratar cientificamente da proposta dos Parâmetros Curriculares Nacionais(PCNs)em seu trabalho Motta-Roth;Meurrer(2002)revelam que a elaboraçãopedagógica desse instrumento contribuiu significamente na prática de ensino da linguagem(Línguas Portuguesa e Estrangeira),já que se moldou por práticas sociais mediadas pela linguagem,compartilhadas e reconhecidas como integrantes de uma dada cultura,articulando-se a vida social dos alunos e ao sistema da língua com sua necessidade de aprendizagem.Ao fugir da realidade do aluno,a escola passa a seutilizar avidamente de um enfoque gramatical e descarta o enfoque interativo-textual,o segundo proposto pelos lingüistas que almejam restaurar no espaço da sala de aula o processo de interlocução ativa para que haja uma nova percepção das formas de ensino.Logo,para compreender esse nuance epistemológico Bakhtin(1986)esclarece que: “A verdadeira substância da língua não é constituída por um sistemaabstrato de formas lingüísticas,nem pela enunciação monológica isolada,nem pelo ato psicofisiológico de sua produação,mas pelo fenômeno social da interação verbal,realizada através da enunciação ou das enunciações. A interação verbal constitui a realidade fundamental da língua”.(1986:123)
*Para Moureira(1987),de fato,a leitura é a atividade mais fundamental desenvolvida pela escola para aformação dos alunos,posto que é mais importante saber ler do que escrever.Ela questiona que os maiores problemas aos longos dos anos de estudo são decorrentes pelo fato dos alunos não serem bons res.Porque,esse ato envolve agravantes semânticos,culturais,filosóficos e fonéticos. A assertiva dela é que é a través da habilidade de leitura que se realiza a escrita,primeiro pelo seu poder de transformaçãodiante das demais atividades escolares,a outra é pelo fato da aquisição de cultura em que o aluno percebe a multiface das informações que são veiculadas pelos textos de diversos meios de comunicação É nesse item que Bakhtin(2002)discute que “toda e qualquer atividade humana está relacionada com o uso da língua através de enunciados,orais e escritos,emanados de todo ser humano,independentemente desua classe social”. A palavra escrita permite uma organização pessoal das palavras do mundo e da experiência da v ida. O que corresponde à indução de que a investigação das práticas de leitura e escrita nos espaços de formação continuada éessencial,porque os professores lidam com seus pares,com a palavra alheia expressa pela experiência vivida enquanto sujeitos socialmente situados.
O que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Comunicação e linguagem
  • Linguagem e comunicação
  • Comunicação e linguagem
  • Comunicação e linguagem
  • comunicação e linguagem
  • Comunicação e Linguagem
  • linguagem e comunicação
  • Comunicação e linguagem

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!