Linguagem progress

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 34 (8254 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Progress V8.2A

Enviado por:
CLAUDIUS EDELSBRUNNER

Progress V8.2A

Por

Sandro Matos
Fábio Victor Pfeiff
Claudius Edelsbrunner

2

Porto Alegre, agosto de 1998.

Sumário
1 Conhecendo o Progress
1.1 O que é Progress
1.2 Gerenciamento da Base de Dados Relacional Progress
1.3 DataServer para outros Sistemas de Gerenciamento
1.4 Client / Server Parameters: Arquivo .pf
1.5Formas de Conexão a bancos Progress via sessões Progress
1.5.1 Mono-usuário
1.5.2 Multi-usuário
1.5.3 Exercício: conectando a um banco Progress mono-usuário
1.6 Principais Extensões dos Arquivos Gerados pelo Progress
1.7 Variáveis de Ambiente - Propath
1.8 Dump
2 Procedure Editor
2.1 File – operações sobre arquivos
2.2 Edit
2.2.1 Desfazendo ações
2.2.2 Recortando, copiando e colando2.2.3 Inserindo campos de tabelas
2.3 Search – buscando/substituindo no programa corrente ocorrências de texto
2.4 Buffers
2.4.1 Abrindo um novo buffer
2.4.2 Alternando entre buffers
2.5 Compile
2.5.1 Run
2.5.2 Check Sintax
2.6 O Menu de Contexto
3 Conhecendo os Comandos do Progress
3.1 Comentários em Progress
3.2 Tipo de Dados
3.3 Declaração de Estruturas Auxiliares
3.3.1 Variáveis3.3.2 Buffers Auxiliares
3.3.3 Tabelas Temporárias
3.3.4 Procedures e Funções
3.3.5 Parâmetros
3.4 Exercícios
3.5 Comandos Básicos
3.5.1 Atribuição
3.5.2 Entrada e Saída
3.5.3 Bloco e Repetição
3.5.4 Condicionais
3.5.5 Para manipulação de registros
3.5.6 Querys
3.5.7 Quebra de bloco
3.5.8 Execução de programas externos

3

3.6
3.7
3.8
3.8.1
3.8.2
3.9
3.10

Funções maisUtilizadas
Exercícios (reservar um simples para a aula do dia seguinte)
Pré-processamento
Diretivas
Funções
Exercício
Includes

4 User Interface Builder
4.1 User Interface Builder
4.2 A Palette de Componentes
5 Suporte a Interface Gráfica embutida em Progress 4GL
5.1 Atributos Básicos
5.2 Exercícios (utilizando screen-value, num-items, sensitive, …)
5.3 Métodos Básicos
5.4 Diretivas dePré-processamento mais utilizadas
5.5 Exercícios
6 Progress ACE
6.1 Apresentando o ACE
6.2 Apresentando o ADM
6.3 SmartObjects
6.4 Exercícios
7 Links
7.1 Criando um Master Object a partir de um template
7.2 Tabelas Externas
7.2.1 O que são / para quê servem
7.2.2 Exercício
7.3 Organizando Masters em Diretórios
7.4 O que é um Link?
7.5 Exercícios
7.6 Tabela de Links possíveis
7.7Progress Advisor
7.8 Estratégias de Links para Múltiplos Record Targets
7.9 Definição de Links no UIB
8 Paginando uma Aplicação
8.1 Paginando uma Aplicação
8.2 Links
8.3 Exercícios
8.4 Persistent Procedures
9 Enviando Mensagens (Messaging)
9.1 Messaging
9.2 Messaging e Tipo de Links
9.3 ADM messaging para cada Tipo de Link
9.4 Event Procedure e Method Procedure
9.4.1 Event Procedure

4 9.4.2 Method Procedure
9.4.3 Comparação entere Event Procedure e Method Procedure
9.4.4 Como Trabalhar com Event Procedure
9.4.4.1 Dispatch
9.4.4.2 Notify
9.4.5 Como Alterar Event Procedures?
9.5 Mapa de Eventos
10 SmartBrowse com Enable Column
11 New-State Method

5

1 Conhecendo o Progress
1.1

O que é PROGRESS ?

Progress é um ambiente de desenvolvimento baseado natecnologia
cliente/servidor que visa oferecer soluções informatizadas a problemas das inúmeras
áreas de negócio existentes. Para atingir tal meta, o Ambiente de Desenvolvimento de
Aplicações Progress (ADE) oferece um completo e integrado conjunto de ferramentas
de desenvolvimento gráfico para produtivamente construir, testar, e manter
aplicações. No centro do ADE está a linguagem de 4ª geraçãoProgress (4GL).
A ferramenta apresenta recursos das modernas técnicas de orientação a
objetos, que busca reduzir custos de desenvolvimento e manutenção, aumento de
produtividade, de qualidade, eliminação de redundância de código, entre outros.
Como base temos o Data Dictionary (Dicionário de Dados) que auxilia as definições
de dados com armazenamento centralizado e suporte para análise e projeto...
tracking img