Lingua

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1347 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP
EDUCAÇÃO A DISTANCIA

LITERATURAS DA LINGUA PORTUGUESA



Desafio de aprendizagem

Aluno: Angelo

Campo grande, MS, 07 de dezembro de 2011

UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP
EDUCAÇÃO A DISTANCIA

RESENHA CRITICA

OBRA: IRACEMA
AUTOR: JOSE DE ALENCAR

Trabalho da matéria de Literaturas delíngua portuguesa, desafio de aprendizagem, Resenha Critica, obra: “Iracema” de José de Alencar.

Campo grande, MS, 07 de dezembro de 2011
RESENHA CRITICA

Obra: IRACEMA
Autor: JOSÉ DE ALENCAR

IRACEMA, romance de José de Alencar, é um dos principais representantes da vertente indianista, é um mito, traçado na fundação da identidade brasileira. É uma narrativa que gira em torno da historiade amor de Martim por Iracema. José de Alencar é autor de outros romances, como O Guarani, mas diferentemente, o enredo de Iracema é aberto a interpretações. A união entre o branco colonizador e o índio, entre a cultura européia, civilizada, e os valores indígenas, apresentados naturalmente como bons, são representados na relação entre Martim e Iracema. É descrito como uma espécie de mito defundação da identidade brasileira.
Quando menino, José de Alencar realizou uma viagem pelo sertão com sua família. Desde então, a experiência dessa viagem de garoto seria constantemente evocada pelo futuro escritor em seus romances, com lembranças da grande exuberância da natureza brasileira. Podemos destacar alguns espaços de destaque por serem palcos de relevantes acontecimentos dessa obra: ataba de Jacaúna, na terra dos potiguaras (ou pitiguaras); a praia em que vivem Martim e Iracema e onde nasce Moacir. O campo dos tabajaras, local que fica a taba do pajé Araquém, pai de Iracema.
José de Alencar tinha grande habilidade para representar com uma linguagem cheia de metáforas e cheia de imagens o pensamento selvagem voltado àquelas experiências das viagens em sua infância.
Algumassociedades possuem grande riqueza no plano mitológico. Usam, na maioria das vezes, dos mitos e das histórias para explicar o mundo. O pensamento do selvagem é perfeccionista na construção da imagem como elemento principal da obra e, por isso, está muito próximo da poesia. Percebe-se claramente nesse ponto como o autor teve êxito em unir forma e conteúdo. De outro modo seria difícil caracterizar alinguagem do índio sem prejuízo da verossimilhança.
A história se inicia em 1608, em uma região que mais tarde seria conhecida como Ceará, quando Martins Soares Moreno é designado para fazer a regularização da colonização.
Leitor assíduo de Walter Scott, criador do romance histórico, José de Alencar foi influenciado por esse escritor. Do mesmo modo em muitos romances deAlencar, Iracema mistura ficção e documento, com enredo que toma como base um argumento histórico. A criação de uma literatura nacional é resultado dessa junção, no qual vários escritores românticos juntamente com José de Alencar estavam fortemente empenhados. Ao compor a obra, ainda no aspecto histórico, o autor ressalta que os índios potiguaras (habitantes do litoral) eram aliados aos portugueses, e osíndios tabajaras (habitantes das serras cearenses) eram aliados aos franceses.
Na primeira cena, o fim do livro é antecipado, reforçando a unidade da obra: Martim e Moacir deixam a costa do Ceará em uma embarcação, quando é sussurrado pelo vento o nome de Iracema.
Já no segundo capítulo, a narrativa retrocede no tempo até o nascimento de Iracema. Nesse momento a personagemIracema é apresentada ao leitor: “Virgem dos lábios de mel, que tinha os cabelos mais negros que a asa da graúna, e mais longos que seu talhe de palmeira”. A índia é descrita como uma linda e excelente guerreira tabajara, “mais rápida que a ema selvagem”. Por isso mesmo, quando avista o explorador Martim, sua reação é desferir-lhe uma flechada no peito. Essa será referenciada como a flecha de...
tracking img