Linfopoiese

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3207 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Rev.bras.hematol.hemoter., 2001, 23(2):

Naoum P.C.

Artigo Educacional

Avanços tecnológicos em hematologia laboratorial
Paulo C. Naoum
O recente avanço científico e tecnológico direcionado à identificação imunohematológica de produtos celulares (ex.: citocinas, interleucinas, interferons, entre outros) sintetizados por determinadas células sanguíneas, bem como na identificação deantígenos de membrana de leucócitos e células progenitoras hematopoiéticas, promoveram excepcional desenvolvimento no diagnóstico laboratorial de diversas doenças hematológicas. Somam-se a esse fato as aplicações das técnicas de biologia molecular que se tornam cada vez mais instrumentos laboratoriais de grande definição no diagnóstico e na prevenção de doenças hematológicas, notadamente aquelas deorigem hereditária. O presente artigo teve o objetivo de expor as principais aplicações de novas tecnologias que deverão ser adotadas rapidamente pela moderna hematologia laboratorial, bem como a de sensibilizar os profissionais hematologistas, clínicos e laboratoriais, para a necessidade de se atualizarem numa nova ciência, a dos produtos celulares. Rev.bras.hematol.hemoter., 2001, 23(2):Palavras-chave: Hematologia, biologia molecular, citocinas

Introdução Os principais avanços científicos e tecnológicos são as principais causas de mudanças na prática da moderna hematologia, influindo especialmente no diagnóstico laboratorial e nos procedimentos terapêuticos de algumas patologias com destaques para anemia falciforme, hemofilias e leucemias. O progresso obtido pela imunologia tem alavancadoo desenvolvimento do diagnóstico laboratorial de diversas doenças hematológicas mielo e linfoproliferativas, bem como determinando especificidades da fisiologia leucocitária diante das toxicidades de proveniências bacterianas e virais. Essas conquistas ultrapassaram as fronteiras das
Professor Titular da UNESP de São José do Rio Preto Coordenador da Academia de Ciência e Tecnologia

aplicaçõeslaboratoriais e forneceram conhecimentos importantes nos procedimentos terapêuticos (1, 5, 8). O crescimento das aplicações tecnológicas que resultaram na automação dos laboratórios, além de produzir maior grau de reprodutibilidade dos resultados de exames e rapidez nas suas determinações, avançou para um grau de especificidade tal que deverá exigir dos médicos e dos profissionais de laboratóriosconstantes atualizações. Os exemplos mais recentes se baseiam na moderna imunohematologia direcionada à diferenciação das células, em especial dos leucócitos, por meio da identificação de seus antígenos conhecidos por “cluster of differentiation” ou CD, bem como da caracterização funcional

Correspondência: Paulo Cesar Naoum Academia de Ciência e Tecnologia. Rua Bonfá Natale, 1860. 15020-130.São José do Rio Preto. SP E-mail: a.c.t.@zaz.com.br Home Page: www.ciencianews.com.br

15

Naoum P.C.

Rev.bras.hematol.hemoter., 2001, 23(2):

das citocinas. Por outro lado, a biologia molecular se torna cada vez mais um instrumento laboratorial de grande definição. Diferenciação celular ou CD Todas as células possuem em suas composições estruturais de membranas proteínas específicascapazes de serem reconhecidas por anticorpos sintetizados em laboratórios – os anticorpos monoclonais. Para os anticorpos monoclonais as proteínas de membrana de células blásticas, linfócitos, monócitos, entre outras, são identificadas como “antígenos celulares”. Porém, observou-se que grupos de diferentes

anticorpos monoclonais reconheciam o mesmo antígeno celular presente em mais de uma célula,quer fossem normais, malignas ou células de linhagens evolutivas. Esses antígenos de diferenciação celular reconhecidos por grupos de anticorpos monoclonais foram denominados por grupo de diferenciação celular ou CD (6, 7). Foram reconhecidos em experimentação laboratorial perto de 170 diferentes tipos de CD, conhecidos por CD1, CD2, CD3, CD4, etc., cujas relações entre as células identificadas...
tracking img