Linfomas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6370 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Imunologia (2002/03), Prof. Carlos Sinogas Autores: Cláudia Carvalho, Cristina Raposo, Daniel Reis

LINFOMAS
UMA PERSPECTIVA IMUNOLÓGICA
Cadeira de Imunologia Curso de Biologia

Cláudia Carvalho nº 15740

Cristina Raposo nº 15562

Daniel Reis nº 15837

Ano Lectivo de 2002/2003

1

ÍNDICE
A GÉNESE DO CANCRO.................................................................................... 3 A RESPOSTA IMUNITÁRIA AO CANCRO.................................................................... 4 ORGÃOS LINFÓIDES......................................................................................... 4 OS LINFOMAS ................................................................................................ 5 Linfoma de Hodgkin..................................................................................... 6 Linfomas não-Hodgkin (LNH) ........................................................................... 9 Linfoma do Tipo Burkitt:............................................................................10 Neoplasias de células B ................................................................................14 Linfoma Linfocítico..................................................................................14 Linfoma MALT ........................................................................................14 Linfoma Folicular ....................................................................................14 Neoplasias de células T ................................................................................14 Linfoma Difuso.......................................................................................14 Linfoma periférico ...................................................................................14 Linfoma/leucemia das células T ...................................................................14 Linfoma linfoblástico das células T................................................................15BIBLIOGRAFIA ..............................................................................................15

2

A GÉNESE DO CANCRO
O cancro é a manifestação de tumores malignos ou neoplasias, isto é, de conjuntos de células transformadas que têm propriedades anormais no controlo normal da divisão, crescimento e diferenciação celular. O crescimento e divisão celulares deixam de ser regulado porsinais externos, passando a ser autónomos e descontrolados, e os tumores passam a ter capacidade de invadir os tecidos circundantes, comprimindo-os e danificando-os (Web 1). Por outro lado, as células cancerosas não maturam, ou seja, não chegam a diferenciar-se. Por isso, deixam de ser capazes de realizar qualquer actividade benéfica para o organismo. Outra propriedade, ainda mais grave, é que, quandoalcançam os vasos sanguíneos ou linfáticos, proliferam pelo organismo através de um processo chamado metástase. Este processo caracteriza-se por se espalharem forma de pequenos aglomerados através da circulação sanguínea e linfática, vindo a instalar-se mais tarde num novo tecido ou órgão, estabelecendo aí um tumor secundário. Desta forma, um tumor isolado pode alastrar a um organismo inteiro(Goldsby et al., 2002). As células tumorais possuem genes oncológicos activos. Estes genes, designados por por oncogenes, são responsáveis pelas propriedades tumorais. São formas mutantes dos protooncogenes – genes altamente conservados, que codificam para uma série de proteínas nucleares, citoplasmáticas e de membrana, que têm um papel crítico no processo de crescimento e diferenciação celular.Assim, podem codificar factores de crescimento, receptores de factores de crescimento, transdutores do sinal, factores de transcrição, factores intracelulares e reguladores de apoptose (Goldsby et al., 2002). Os oncogenes são inibidores da apoptose e são potenciais genes malignos, tornando-se desregulados quando ocorrem mutações em genes supressores. Podem ser dominantes, quando a alteração de um...
tracking img