Liderança e sofrimento psiquico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1576 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
LIDERANÇA E SOFRIMENTO PSÍQUICO: UM ESTUDO COM GERENTES
DE UMA ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL1
Resumo: O objetivo dessa pesquisa constitui-se em compreender o sofrimento pelo qual passa o indivíduo no desenvolvimento de uma atividade de gerência de uma empresa, buscando as relações subjetivas na construção de sua relação com o trabalho.
O referencial teórico/metodológico fundamentou-se nos autores dasicossociologia
como Gaulejac(2002), Dejours(1992), Lapierre(1995), Pagés(1987), entre outros. A
coleta de dados foi realizada em uma empresa de grande porte do setor de agronegócios, no interior do estado de São Paulo, com onze gerentes que foram convidados a falar sobre sua história pessoal e sua relação com o mundo do trabalho. A escolha de gerentes se deu por se situarem em uma posiçãointermediária dentro da hierarquia de uma empresa, ou seja, entre aqueles que definem as metas e políticas e os que executam o trabalho diário. A pesquisa possibilitou desvelar alguns processos psíquicos que os trabalhadores - os gerentes - desenvolveram em uma luta contínua frente aos desafios que o mundo do trabalho exige para evitar o sofrimento e a doença mental. A partir de seus relatos,erificaram-se analogias e particularidades em suas histórias pessoais e encontros com a organização de trabalho, confirmando a dinâmica dos processos psíquicos envolvidos na relação homem-trabalho.
Palavras Chave: Liderança, Sofrimento psíquico, Psicossociologia, Organizações
Empresariais, Gerentes.
.

Este trabalho procurou compreender a relação do homem com seu trabalho,
buscando estabelecerrelações entre o psíquico, o social e o cultural. Tendo como foco principal o sofrimento, entendido como um espaço interno de luta e busca de equilíbrio e saúde mental. Sofrimento que nasce do encontro da história singular de cada sujeito, seu passado e seus fantasmas com o contexto das relações de trabalho, tanto em sua organização quanto na relação com seus pares.
O referencial teórico/metodológicofundamentou-se nos autores da psicossociologia como Gaulejac(2002), Dejours(1992), Lapierre(1995), Pagés(1987), entre outros.
O material de estudo constitui-se de relatos de onze gerentes de uma empresa de
agronegócios do interior do Estado de São Paulo.
Os gerentes foram escolhidos por se situarem em uma posição intermediária
dentro da hierarquia de uma empresa, ou seja, entre aqueles quedefinem as metas e políticas e os que executam o trabalho diário.
Para entender o desenvolvimento do indivíduo em sua atividade profissional foi
necessário refletirmos sobre as questões psíquicas que envolvem o trabalhador e a
situação de trabalho.Quando se engaja em uma atividade profissional, o sujeito traz
consigo motivações e desejos internos, construídos na infância, que vão influenciarsua relação com sua atividade atual bem como a fixar suas metas pessoais.
A criança, desde as mais primitivas relações com as figuras parentais, percebe o
sofrimento de seus pais como sendo algo seu, evita tocar no tema, pois isso pode gerar angústias e ansiedades. Esse terreno acaba tornando-se algo de muita curiosidade, deseja-se lidar com esse sofrimento e entendê-lo. Instala-se, desta forma nacriança um desejo por tratar dessas questões, formando o que se concebe por espistemofilia.
A epsitemofilia é uma curiosidade, um enigma que anseia por ser decifrado, mas
jamais é satisfeito. Nessa fase, pode-se valer de jogos e brincadeiras para trabalhar de forma indireta tais temas, como por exemplo, teatros de “faz-de-conta” que abordam o tema de forma simbólica e indireta. Na idade adultao sujeito encontra oportunidade para abordar esse sofrimento na própria situação de trabalho.
Os obstáculos com os quais se choca o desenvolvimento psicoafetivo
da criança ocuparão posteriormente um lugar central na relação
psíquica do adulto com o trabalho. (DEJOURS, 1992, p.155)
Essa condição pode proporcionar prazer e alívio, mobilizando a criatividade e a
imaginação do sujeito, que...
tracking img