Libras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1052 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
LIBRAS
Cultura, comunidade e identidade surda

Renan Rossi Marcondes RA: 4292833





Trabalho apresentado à disciplina Libras (Adaptação), do curso de Educação Física /FMU, sob orientação da Professora Márcia Ferreira MatosSão Paulo
31/10/2012
AS IMAGENS DO OUTRO SOBRE A CULTURA SURDA

*Os surdos têm cultura?*
Muitas pessoas pensam que os surdos vivem isolados e que para se integrar é preciso adquirir a cultura ouvinte.
Historicamente, a surdez era considerada como doença, sendo necessários tratamentos para “normalizá-la”.
Na comunidadeouvinte, o nascimento de uma criança surda é uma catástrofe; já na comunidade surda, o nascimento dessa criança é uma dádiva.
Dentro do grupo surdo eles não se diferenciam uns dos outros pelo grau de surdez. A cultura surda é o jeito do sujeito surdo se entender e modificar o mundo, tornando-o acessível e habitável.
Devido às proibições de compartilhar uma língua cultural do povo surdo em resultadoemitido pelo Congresso Internacional de Educadores em 1880, o uso da língua de sinais foi definitivamente banido.

4.1 – Artefato cultural: experiência visual
Os sujeitos surdos, com a ausência da audição e do som, percebem o mundo através dos olhos, tudo o que ocorre ao redor dele.
A criança surda sabe que é diferente das outras, ela dirige o olhar, ela é que tem vizinhos ouvintes e, comoela nunca vê um adulto surdo, pode chegar a conclusão de que vai morrer. Este contato criança surda x adulto surdo através de uma língua em comum assegurará a identidade e a cultura surda.
Durante a comunicação deve-se estar frente à frente com a pessoa, evitando virar o rosto e as costas. Além disso, as expressões faciais e corporais indicam o sentido da frase.

4.2 – Artefato cultural:linguístico
A língua de sinais é a principal marca da identidade de um povo surdo, sendo a forma de comunicação que capta as experiências visuais, levando o surdo a adquirir o conhecimento universal.
Os sujeitos surdos que tem acesso à língua de sinais e participação na comunidade surda tem maior segurança, auto-estima e identidade sadia.
A língua de sinais é transmitida nas comunidades surdas e, apesarde ter sido reprimida por muito tempo, não foi extinta.
Está sendo difundido um sistema de escrita para escrever a língua de sinais – sing writing (SW). No Brasil é conhecido como ELS – escrita em língua de sinais.

4.3 – Artefato cultural: familiar
O nascimento de uma criança surda é um acontecimento alegre nas famílias surdas. Porém, ao levarem seus filhos ao médico são instruídos para nãoutilizarem a língua de sinais, pois a mesma retardaria a aprendizagem da língua portuguesa.
Nas famílias ouvintes, quando descobrem a gravidez, fantasiam e sonham. Quando recebem o diagnóstico da surdez se sentem culpados por terem gerado um filho “não normal” e correm atrás da “cura” para surdez.
Diferentemente da família ouvinte, quando a criança nasce numa família surda ela passa peloprocesso natural de transmissão da cultura surda. Dentro dessas famílias, quando possuem algum animal de estimação, o mesmo é habituado a entender ordens dadas na língua de sinais.

4.4 – Artefato cultural: literatura surda
A literatura surda refere-se às várias experiências pessoais do povo surdo que, muitas vezes, expõem dificuldades e ou vitórias das opressões ouvintes, testemunhando as ações degrandes líderes surdos.
A literatura surda também envolve as piadas surdas, que exploram a expressão facial e corporal, o domínio da língua de sinais e a maneira de contar a piada. São compreendidas pela comunidade ouvinte acerca d cultura surda e vice-versa. Ex: piada da árvore surda.

4.5 – Artefato cultural: vida social e esportiva
São acontecimentos culturais tias como casamentos,...
tracking img