Libras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1007 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Aula-tema 3: Conversação básica em LIBRAS: pessoas, família e corpo humano
Nesta aula-tema, você poderá aprender alguns sinais da LIBRAS relacionados ao grupo semântico pessoas, família e corpo humano. Com isso, você aumentará o seu vocábulo, repertório e as possibilidades de comunicação nesta nova língua.
Quando nos referimos ao grupo semântico pessoas, estamos falando dos sinais: homem,mulher, criança, menino, menina, bebê, jovem, rapaz, idoso, idosa, amigo.
Para o grupo semântico família, temos os sinais relacionados à família, como, por exemplo: pai, mãe, filho, filha, irmão, irmã e assim por diante.
No grupo semântico corpo humano, você poderá aprender os sinais referentes ao corpo, como: cabeça, cabelo, careca, boca, etc. Todos estes sinais estão disponíveis no glossário donosso ambiente virtual de aprendizagem. Acesse-os sempre que desejar!
Durante os momentos de estudo, você terá a oportunidade de verificar algumas especificidades da LIBRAS. Uma delas se relaciona à flexão de gênero.
Na Língua Portuguesa, sendo esta uma língua oral-auditiva, contamos com o elemento denominado flexão (de gênero), que modifica os nomes de acordo com o gênero. Na LIBRAS, a indicaçãode gênero (masculino/feminino) é marcada por um sinal que antecipa o nome, como, por exemplo: MENINO – o sinal é homem + criança, ou seja, primeiro faz-se o sinal de homem e em seguida o sinal de criança. Lembre-se de que a LIBRAS possui estrutura e características próprias, que poderão emergir quando pessoas com surdez estiverem aprendendo a modalidade escrita da Língua Portuguesa.
Diante disso,valorizar e respeitar a escrita da pessoa com surdez é extremamente importante, pois esta poderá apresentar dificuldades ao estruturar uma frase com artigos e com os gêneros masculino/feminino (a/o, as/os, um/uma, uns/umas).
Considere, porém, que esta é apenas uma das inúmeras especificidades da LIBRAS. Como exemplos, temos ainda a ausência dos conectivos, os verbos comunicados sempre na suaforma infinitiva, entre outros. Para professores que não são proficientes na LIBRAS, recomenda-se que solicite a ajuda do tradutor e intérprete, a fim de que este o auxilie nos momentos em que estiver corrigindo produções escritas de estudantes com surdez. Além disso, este profissional poderá colaborar na elaboração das atividades que serão desenvolvidas pelos estudantes ouvintes e também com surdez.Pensemos que quando pessoas com surdez estão escrevendo, elas provavelmente estão articulando o pensamento, elaborando suas ideias em LIBRAS e escrevendo em Língua Portuguesa. De forma geral, é como se estivéssemos pensando em Língua Portuguesa e tivéssemos que escrever em Japonês. Destacamos, porém, a marcante diferença que a Língua Portuguesa e o Japonês são línguas orais-auditivas e que aLIBRAS é espaçovisual. Tais elementos podem nos fazer pensar, então, que a pessoa com surdez não é capaz de aprender a escrita da Língua Portuguesa. Entretanto, isto não é verdade. Apenas significa que as escolas e os educadores necessitam ter um olhar mais cuidadoso, valorizando o que estes estudantes são capazes de produzir e utilizar estratégias que os ajude a desenvolver, construir o conhecimentodesta escrita.
Pensemos, agora, nos conhecimentos prévios esperados pelos professores enquanto ensinam seus alunos. Citemos como exemplo as referências esperadas, relacionadas às datas comemorativas. Quais são as possibilidades existentes para as crianças com surdez produzirem conhecimentos relacionados à importância social do aniversário de um ano, quinze ou dezoito anos? Quem narra para elas asexperiências diárias que envolvem esta temática, por meio da LIBRAS? Se não forem oportunizadas relações em que pessoas com surdez entendam e vivenciem diferentes situações, como fazemos normalmente com as crianças ouvintes, elas não compreenderão o que tal comemoração significa.
O mesmo pode acontecer com os graus de parentesco. Como concebemos que o tio é irmão do pai ou irmão da mãe? Como...
tracking img