Libia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 45 (11162 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UE pede à Líbia que não faça uso de violência
Após repressão de protestos, a União Europeia apela para que autoridades permitam a livre expressão e escutem o que pedem os manifestantes

A televisão pública da Líbia mostra imagens de manifestantes pró-governo para mascarar os protestos antigovernistas que acontecem no país (AFP)
A União Europeia (UE) pediu nesta quarta-feira à Líbia quepermita a "livre expressão" e evite o uso da violência contra os manifestantes, depois da repressão dos protestos de terça-feira na cidade de Benghazi. "Pedimos às autoridades que escutem a população que participa dos protestos e o que diz a sociedade civil", disse Maja Kocijancic, porta-voz da chefe da diplomacia da UE, Catherine Ashton.
Segundo as autoridades, os incidentes da noite passada emBenghazi deixaram 14 feridos. "Fazemos também uma chamada à calma e que se evite qualquer tipo de violência", disse a porta-voz comunitária. Os incidentes de Benghazi começaram quando forças policiais dispersaram pela força centenas de manifestantes que reivindicavam diante de uma delegacia a libertação de um militante de direitos humanos detido na cidade.
Mesmo após a libertação do militante, osmanifestantes continuaram a gritar palavras de ordem contra o governo. Está convocada para a próxima quinta-feira outra manifestação contra o regime de Muammar Kadafi, que se somará às que também ocorrem em Irã, Iêmen e Bahrein.
Iêmen – Pelo menos quatro manifestantes foram feridos nesta quarta-feira no Iêmen durante novos confrontos entre estudantes que desejam a queda do governo e simpatizantes dasautoridades, pelo quarto dia consecutivo. Outra mobilização reuniu na capital iemenita centenas de juízes que pediam a independência do judiciário e a renúncia de todos os membros do Conselho Superior Judicial, incluindo o ministro da Justiça.
Os partidários do presidente Ali Abdallah Saleh - no poder há 32 anos -, armados com cassetetes, facas e pedras, atacaram os estudantes na saída dauniversidade, quando os jovens pretendiam seguir para o palácio presidencial na praça Sabiine. Os estudantes responderam com pedradas e foram perseguidos no campus, onde a polícia atirou para o alto para dispersar os dois grupos. Três jornalistas e um repórter cinematográfico foram atigidos por partidários do Congresso Popular Geral (CPG, no poder) durante a repressão à manifestação estudantil.
Bahrein– Milhares de pessoas ocupam uma área na capital do país, Manama. Outros milhares de manifestantes marcharam para lembrar o segundo homem morto durante confrontos com as forças de segurança. Um comitê estabelecido por sete grupos de oposição para coordenar os protestos convocou uma grande manifestação para o sábado, prevendo a participação de pelo menos 50.000 pessoas.
Nesta quarta-feira, milharesde pessoas foram até o necrotério de um hospital, onde estava o corpo de um homem morto ontem. Elas acompanharam o caixão, realizando protestos. As forças de segurança não foram até as áreas das manifestações. A Praça Pérola, área central para o tráfego no distrito financeiro da capital, estava tomada pelos manifestantes, muitos dos quais passaram a noite ali, em tendas.
Segundo o ministro doInterior, policiais acusados pela morte dos dois xiitas foram presos em meio a uma investigação. "Aqueles por trás dos dois casos de morte foram detidos e nós começamos as investigações preliminares", afirmou em discurso televisionado o xeque Rashed bin Abdullah al-Khalifa. Ele pediu desculpas e disse que a polícia deve demonstrar comedimento.

Inspirados na revolta do Egito, líbios vivem seu ‘Diada Fúria’
Ao menos quatro pessoas morreram nos protestos, convocados pela internet

Em Trípoli, manifestantes pró-governo defendiam o ditador Gaddafi, no primeiro dia das manifestações (Mahmud Turkia / AFP)
A Líbia amanheceu cercada de expectativa nesta quinta-feira em torno da convocação para um "Dia de Fúria", organizada por milhares de pessoas por meio de redes sociais virtuais. Após o...
tracking img