Liberalismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3719 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

Liberalismo

Rosana Beatriz
Cassiano Teodoro

Uberaba

Abril - 2011

Rosana Beatriz

Cassiano Teodoro

Liberalismo

Trabalho apresentado á Professora Maria das Dores da disciplina Sociologia da turma de Sistemas de Informação, turno Noturno.

Faculdade Talentos Humanos
Uberaba

SUMÁRIO

1-INTRODUÇÃO p.4

2 - DEFINIÇÃO p.5

3- LIBERALISMO POLITICO p.6

4. – LIBERALISMO ECONÔMICO p.8

5. - PRINCIPAIS PENSADORES LIBERAIS p.9

6. - NEOLIBERALISMO p. 10

7. - NEOLIBERALISMO NO BRASIL p. 13

8 - CONCLUSÃO p. 14

7-BIBLIOGRAFIA p. 15

4
1-INTRODUÇÃO
O capitalismo surgiu com a dissolução da ordem feudal. Com o fim da idade Média, os antigos servos foram libertados da servidão e das terra de onde tiravam seu sustento. Assim, a liberdade passava a significar vender livremente sua força de trabalho para os detentores de meios de produção, tornando-se assalariados. Paraos donos de terras, liberdade era dispor de suas propriedades como bem lhe aprouvesse. A nova organização social baseava-se nesse duplo conceito de liberdade: trabalho assalariado e uso livre de propriedade. Assim, liberalismo tornou-se ideologia da sociedade capitalista ou burguesa.
Liberalismo é o uso livre, por cada individuo ou membro da sociedade de sua propriedade.Adam Smith deu um suporte ao enaltecimento das liberdades individuais (sem querer com isso desqualificar o Estado

como representante do bem comum, como seria feito posteriormente) na idéia que as ações individuais movidas

exclusivamente pelo interesse próprio seriam guiadas infalivelmente por uma 'mão invisível' no sentido da realização do

bem comum. Um dos últimos‘clássicos’ a recapitular a doutrina liberal é von Mises da escola de Viena, em uma reação à onda

de revoluções socialistas do início do século passado (Mises, 1927). Depois disso o liberalismo ficou em segundo plano

ofuscado pela social-democracia, para renascer no ocaso desta no final do século como neoliberalismo.

5
LIBERALISMO
- DEFINIÇÃO
Tudo se dirige nasatribuições do indivíduo e do Estado. O governo ou Estado tem que existir para ser guardião das liberdades, assumindo o dever de assegurar a justiça, segurança, saúde pública, e educação. Agindo como arbitro diminuindo através de leis o número de conflitos na sociedade.
Para sustentar esta burocracia é preciso cobrar o mínimo possível de impostos, para que o
Estado não seja um pesopara a sociedade a exemplo do feudalismo e do socialismo moderno.
O Estado nunca deve ser empresa e nem produzir nada, ele é burocrático apenas. Os meios
de produção devem estar nas mãos do povo em forma de empresas individuais, coletivas
ou coisa que o valha.
O Estado deve delegar a execução de programas de saúde, educação, segurança e correlatos
ao povo em forma deterceirização com concorrência limpa e segura.
Para aliviar o sofrimento dos pobres, o Estado pode incentivar as ONGs nesta tarefa, que
os mesmos ajudariam de forma voluntária arrecadando fundos de quem quer doar espontaneamente..
A democracia deve ser respeitada, nunca manipulada. O povo tem o direito de errar para
possivelmente depois acertar. A maioria dos liberais defende oparlamentarismo como
forma de governar, pois o administrador público é escolhido com critérios mais racionais. No Liberalismo moderno, não se pretende atingir a perfeição, é impossível, por causa da
liberdade do homem, mas em nome desta mesma liberdade pretende-se proteger com leis
de um Estado de Direito o individuo.
Os liberais não cultuam o Estado....
tracking img