Ley de say

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (298 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. A lei de Say pode ser entendida como pretensa lei da teoria da produção em uma economia mercantil.

2. Ao contrário do que sucedeu ao princípio da demanda efetiva a lei de Sayencontrava-se constituída no século XIX.


Formulação da Lei de Say: “Numa economia mercantil, como o objetivo do produtor é trocar as mercadorias por ele produzidas por outrasmercadorias, o valor da produção de um produtor qualquer é igual ao valor de sua demanda por outras mercadorias”.


Nota: Numa economia mercantil a produção destina-se a venda e não aoautoconsumo.

Se o problema do produtor é definir o volume de produção a lei de Say oferece a resposta de que “a produção aumenta até o ponto em que a receita que o produtor espera receberpela venda for suficiente para financiar a compra de bens por ele desejados”.


“A produção gera sua própria demanda, o que implica não haver restrição de demanda para a contínuaexpansão da economia”.


(P1Y1)E = ( P2 Y2 + P3Y3 + …. + PNYN )

Onde: (P1Y1) E – Receita esperada pelo produtor A

Receita agregada => valor da produção agregada

(PiYi)E =PiDi, onde,

Pi – preço de cada mercadoria Yi – Quantidade demandada de cada mercadoria.


Nota: Considerando a economia como um todo, pode-se deduzir que “OFERTA GERA SUA PRÓPRIADEMANDA”. (Say).

Esta lei foi adotada por David Ricardo e Stewart Mill, tendo sido mais tarde incorporada à ortodoxia neoclássica.


Objetivo do estudo da lei de Say

Mostrar queapesar das implicações, esta lei encontra-se enraizada no pensamento ortodoxo a partir de Ricardo, bem como mostrar a diferença entre o pensamento ortodoxo e marxista.

Nota: enquantoos economistas ortodoxos levaram mais de um século para descobrir a importancia da demanda efetiva no funcionamento das economias capitalistas a teoria marxista já tratava do assunto.
tracking img