Letras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1466 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS
UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PORANGATU
COORDENAÇÃO DE LETRAS














ASPECTOS SOCIAIS E CRÍTICOS NA OBRA: O CRIME DO PADRE AMARO DE EÇA DE QUEIRÓS



Ingrid Andrade Marques


















Porangatu/GO
Setembro/2012
Ingrid Andrade Marques



















ASPECTOS SOCIAIS E CRÍTICOS NA OBRA: O CRIMEDO PADRE AMARO DE EÇA DE QUEIRÓS



Projeto de pesquisa apresentado à disciplina de Produção de TC, ministrada pela Prof.ª Nelly Abadia da Silva como requisito parcial de avaliação bimestral.















Porangatu/GO
Setembro/2012

SUMÁRIO


1 –INTRODUÇÃO..................................................................................................... 04


2 – PROBLEMÁTICA E QUESTÕES....................................................................... 05


3 – HIPÓTESE.............................................................................................................. 05


4 – OBJETIVOS........................................................................................................... 064.1 – Objetivo Geral.............................................................................................. 06
4.2 – Objetivos Específicos.................................................................................... 06


5 – JUSTIFICATIVA.................................................................................................. 06


6 –METODOLOGIA.................................................................................................. 07


7 – CRONOGRAMA DE ATIVIDADES.................................................................. 08


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...................................................................... 09


BIBLIOGRAFIASCONSULTADAS........................................................................ 09



















1 – INTRODUÇÃO


O crime do Padre Amaro de José Maria Eça de Queirós, foi por algumas décadas leitura proibida na maioria das escolas de Portugal e do Brasil, porque revelaram na época algumas temáticas que resultaram e que ainda geram escândalos, por abordar e denunciar a corrupção dos padres que manipulam a população em favor da elite e aquestão do celibato clerical.

Eça de Queirós defendia um rompimento radical com o Romantismo e a incorporação artística do método de observação científica da realidade, próprio das ciências experimentais de sua época. Sua perspectiva é de uma literatura participante, com o compromisso de intervir na realidade, contribuindo para o desenvolvimento social. E seu objetivo é apresentar e criticar as leis,a religião clerical, o Estado, e o modo de agir das pessoas, pensava que criticando era que se corrigia.



































2 – PROBLÉMATICA E QUESTÕES


O crime do Padre Amaro é a primeira obra naturalista da língua portuguesa. Obra produzida por Eça de Queirós, que foi um escritor crítico e sarcástico, que tentou de todas as formas modificaro panorama cultural de seu país com a única arma que possuía: a palavra, mesmo às vezes recebendo grande atenção dos críticos de diversos gêneros. Teve como marca principal a indignação diante das injustiças sociais, como escritor, Eça de Queirós teve três fases distintas, sendo a primeira fase: a de aprendizagem (1865-1871), a segunda fase: realismo- naturalismo (1871-1888) período em que foipublicada a primeira versão do romance: O crime do Padre Amaro na Revista Ocidental em 1875, e a terceira fase: nacionalismo nostálgico (1888-1900), Eça em uma visão mais humanizada. E algumas questões surgem, a partir desse romance. Porque o livro recebeu tantas críticas? Qual a influência da época na obra? Realmente houve plágio por parte de Eça de Queirós?


3 – HIPÓTESES


O crime do...
tracking img