Letras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4272 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ANHANGUERA UNIDERP INTERATIVA
CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
CURSO DE LETRAS
Licenciatura em língua Portuguesa Língua inglesa
Desafio de Aprendizagem

Disciplina: Fundamentos Filosóficos da Educação
Integrantes colaboradores:

Nome: Millena Alves Barros RA: 289022
Nome: Maria Erinalva Costa Ribeiro RA: 289026
Nome: Elisa de oliveira melo RA: 344852
Nome:Livia Carla Alves Sales RA:347830

Boa viagem - CE

2011

UNIDERP INTERATIVA

CURSO DE LETRAS – 2° SEMESTRE

Os diversos rostos da infância e suas respectivas formas de educação.

RESUMO: O objetivo deste trabalho é escrever um artigo discutindo os “diversos rostos da infância” e suas respectivas formas de educação. Analisar as concepções teóricas sobre ainfância e a educação infantil, no âmbito familiar e escolar realizando reflexões sobre a infância da idade média e a infância atual. De um quase anonimato, a criança passa a ser percebida de uma forma romântica e evolui para um sujeito com poder de decisão. A educação Infantil teve que acompanhar as novas especificidades no tratamento destinado às crianças, originando um novo perfil de educador, quetem que se apropriar dos pressupostos pedagógicos necessários para o desenvolvimento de uma prática docente de qualidade.

Palavras-chave: infância, educação infantil, família, escola.

OS DIVERSOS ROSTOS DA INFÂNCIA E SUAS RESPECTIVAS FORMAS DE EDUCAÇÃO Artigo produzido para a Unidade Didática Fundamentos Filosóficos da Educação do Curso de Letras da UNIDERP Interativa.

Acadêmicos do Cursode Letras da UNIDERP Interativa do Município de Boa viagem - CE

INTRODUÇÃO

Como futuros professores, são relevantes analisar alguns aspectos da infância na idade média até a infância na sociedade contemporânea. Além de discutir e realizar algumas reflexões em relação à necessidade de superação e melhoria da qualidade de vida infantil.

Os significados dainfância são construídos socialmente. Isto significa que esses significados nem sempre foram os mesmos e as modificações ocorreram e ocorrem por determinações culturais e mudanças estruturais na sociedade. O conceito de infância tem evoluído através dos séculos, segundo Ariés (1981) oscilando entre pólos em que as crianças eram consideradas ora um “Bibelô”, ora um “adulto em miniatura”.

Semdúvida, a infância atual na escola caracteriza-se como um grande desafio da educação nacional, atingindo não somente as instituições públicas, mas também os colégios particulares.

Hoje o professor não pode ser visto como o único responsável pelo aprendizado e pela educação da criança, pois todos nós temos função de educadores. É indispensável a discussão sobre a importância de umaabordagem que reflita sobre a infância e a educação infantil.

1. A infância na idade média

Por maior estranheza que se cause a humanidade nem sempre viu a criança como um ser em particular, e por muito tempo a tratou como um adulto em miniatura.

Na Idade Média não havia clareza em relação ao período que caracterizava a infância. Muitos se baseavam pela questão física edeterminava a infância como o período que vai do nascimento dos dentes até os sete anos de idade, como mostra a citação da descrição feita por Le Grand Propriétaire (Ariés, 1978).

Na Idade Média, a infância terminava para a criança ao ser esta desmamada, o que acontecia por volta dos seis a sete anos de idade. A partir dessa idade, ela passava a conviver definitivamente com os adultos.Acompanhava sempre o adulto do mesmo gênero e fazia o mesmo que eles: trabalhava, freqüentava ambientes noturnos, bares etc.

Ainda não havia o conceito de escolas. O que existia eram as salas de estudo livres, freqüentadas por qualquer pessoa que necessitasse aprender a ler e escrever. Crianças, adolescentes e adultos. Lembrando que, se a infância era curta, a adolescência não...
tracking img