LER

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2274 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de setembro de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto

Sumário
1. Introdução 1
2. LER 2
3. DORT 3
4. Estatística Empresa e Funcionário 4
5. Ginástica Laboral e Ergonomia 6
6. Vantagens e Desvantagens 8
7. Prevenção 9
8. Tratamento 10
9. Exercícios 11
10. Curiosidades 12
11. Questões 13
12. Considerações Finais 15
13. Referencias Bibliográficas 16



1. Introdução
Atualmente, a geração das LER/DORT no trabalho é reconhecida no campo científicomundial da saúde e do trabalho. Demandar medidas de prevenção, tratamento e reabilitação destas no âmbito interdisciplinar entre a prática clínica, ergonomia, psicodinâmica do trabalho e da sociologia do trabalho, se mostra eficaz na prevenção. Prevenir as LER/DORT consiste em preservar o trabalhador entendendo-o como sujeito integral, incentivando consequentemente suas potencialidades.


2. LER
Asigla LER – Lesões por Esforços Repetitivos – é a tradução de um termo internacional, criada para identificar um conjunto de doenças caracterizadas por dor crônica que atingem principalmente os membros superiores (dedos, mãos, punhos, antebraços, ombros e braços), membros inferiores e coluna vertebral (pescoço, coluna torácica e lombar), decorrentes de sobrecarga do sistema músculo-esquelético notrabalho.

3. DORT

D.O.R.T. (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho), L.T.C. (Lesão por Trauma Cumulativo), A.M.E.R.T. (Afecções Musculares Relacionadas ao Trabalho) ou síndrome dos movimentos repetitivos, L.E.R. é causada por mecanismos de agressão, que vão desde esforços repetidos continuadamente ou que exigem muita força na sua execução, até vibração, postura inadequada e estresse. Talassociação de terminologias fez com que a condição fosse entendida apenas como uma doença ocupacional, e que existem profissionais expostos a maior risco: pessoas que trabalham com computadores, em linhas de montagem e de produção ou operam britadeiras, assim como digitadores, músicos, esportistas, pessoas que fazem trabalhos manuais, por exemplo, tricô e crochê.

4. Estatística Empresa eFuncionário
Pesquisa publicada em 07/10/2001 na Folha de São Paula - Realizada pelo Datafolha com financiamento do Ministério da Saúde.
Foi constatado que cerca de 310 mil trabalhadores de São Paulo sofrem LER/DORT, siglas que identificam as doenças ocupacionais responsáveis pelo maior número de afastamento do trabalho. Eles padecem de sintomas como dores frequentes, dormência, formigamento, inchaços,irritabilidade, exaustão física e falta de firmeza nas mãos.
Nesse universo, estão contados apenas aqueles trabalhadores que procuraram o médico e saíram do consultório com o diagnóstico de Lesões por Esforços Repetitivos e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho.

Outro contingente de 4,7 milhões de trabalhadores relatou algum sintoma decorrente dessas doenças. E pelo menos outros 508 miltrabalham em situações de risco que tendem a transformá-los em novas vítimas das LER/ DORT.
A pesquisa ouviu 1.072 trabalhadores com mais de 16 anos e de todos os ramos de atividade na cidade de São Paulo. A amostra considerou o conjunto da cidade, selecionando os entrevistados por sexo, idade, renda e escolaridade. A pesquisa tem uma margem de erro de três pontos percentuais, para mais ou paramenos.
Do total de entrevistados, 88% disseram ter algum dos sintomas relacionados às LER/DORT e, entre eles, 47% procuraram ajuda médica devido a esses sintomas. Nesse grupo, 14% saíram do consultório com diagnóstico da doença.
Aplicando-se essa taxa ao total de trabalhadores da indústria, do comércio, de serviços e da construção civil, o número de vítimas desses males chegaria a cerca de 310 milem São Paulo. Esse total equivale a 4% de todos os paulistanos acima de 16 anos e 6% de todos os trabalhadores da cidade.
O número de 310 mil vítimas dessas enfermidades detectado na pesquisa está muito acima dos 19 mil casos de doenças ocupacionais registrados pelo Ministério da Previdência no ano passado. Ainda assim, a própria pesquisa dá sinais de que o número pode estar muito abaixo da...
tracking img