Leitura e escrita na escola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1235 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
4. PROJETO
4.1. Tema: Leitura e Escrita na Escola
4.2. Turma: 4 a 6 anos.
4.3. Duração: 40h
4.4. Justificativa:
As pesquisas mostram que as crianças pequenas pensam no texto escrito muito antes que imaginamos. À medida que vão operando com a escrita vão entendendo como ela funciona.
A parceria da palavra com a imagem da literatura possibilita a sensibilização do ser poético na infância.Com isso, os leitores iniciantes costumam folhear livro, revistas, procurando ler imagens e criar enredos de acordo com a sua capacidade criadora. Nesse momento lúdico do ato de ler, é preciso sempre um ambiente aconchegante, afetivo, envolvendo-se numa disponibilidade de emoções.
A leitura e escrita são instrumentos básicos para o ingresso e a participação na sociedade em que vivemos.Instrumentos esses necessários para a compreensão e a realização da comunicação do homem na sociedade contemporânea.
4.5. Objetivo Geral:
Propiciar ao aluno conhecimento, desenvolvimento, cultura, tendo o professor como mediador nesse processo de apropriação do conhecimento. Favorecendo o desenvolvimento das capacidades lingüísticas e criadora das crianças, fomentando nelas o gosto pela leitura e escrita.4.6 Objetivos Específicos:
Desperta no aluno o prazer pela leitura e escrita, como processo de busca, interatividade, descobrimentos. Ampliando seu conhecimento de mundo,desenvolvimento da oralidade e nível cultural. Com a ajuda da escola e participação da família que devem estar voltadas para cada conquista da criança, dando estímulo, instigando-a a romper barreiras e aprender mais.Desenvolvendo habilidade de ouvir e escutar.a criatividade, o senso crítico.
Ampliar o vocabulário, identificar elementos que compõem a história, explorar possibilidades dos gestos e movimentos corporais.
4.7. Referencial Teórico do Projeto:
Paulo Freire – “A leitura não reside tão somente na leitura de um livro, mas em ler a vida e saber do mundo”.
Ensinar não é transferir conhecimento, mascriar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção.
Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender. quanto mais criticamente se exerça a capacidade de aprender tanto mais se constrói e se desenvolve o que venho chamando "curiosidade epistemológica", sem a qual não alcançamos o conhecimento cabal do objeto.
O que importa, na formação docente, não é a repetiçãomecânica do gesto, este ou aquele, mas a compreensão do valor dos sentimentos, das emoções, do desejo, da insegurança a ser superada pela segurança, do medo que, ao ser "educado", vai gerando a coragem.
O exercício do bom senso, com o qual só temos o que ganhar, se faz no corpo da curiosidade. Neste sentido, quanto mais pomos em prática de forma metódica a nossa capacidade de indagar, de comparar, deduvidar, de aferir, tanto mais eficazmente curiosos nos podemos tornar e mais crítico se pode fazer o nosso bom senso
Educar é impregnar de sentido o que fazemos a cada instante. Não basta saber ler que Eva viu a uva. É preciso compreender qual a posição que Eva ocupa no seu contexto social, quem trabalha para produzir a uva e quem lucra com esse trabalho.
Ao objetivar seu mundo, o alfabetizandonele reencontra-se com os outros e nos outros, companheiros de seu pequeno “círculo de cultura”. Encontram-se e reencontram-se todos no mesmo mundo comum e, da coincidência das intenções que o objetivam, ex-surge a comunicação, o diálogo. Assim, juntos, re-criam criticamente o seu mundo: o que antes os absorvia, agora pode ver ao revés. No círculo de cultura, a rigor, não se ensina, aprende-se em“reciprocidade de consciências”; não há professor, há um coordenador, que tem por função dar as informações solicitadas pelos respectivos participantes e propiciar condições favoráveis à dinâmica do grupo, reduzindo ao mínimo sua intervenção direta no curso do diálogo.

4.8. Conteúdos propostos a serem trabalhados:
Linguagem Oral e escrita:
Produção de histórias coletivas, a partir de um...
tracking img