Leitura e análise comparativa de gil vicente e ariano suassuna: as virtudes e os pecados capitais no auto da compadecida e no auto da barca do inferno.

Páginas: 6 (1309 palavras) Publicado: 6 de junho de 2011
Leitura e análise comparativa de Gil Vicente e Ariano Suassuna: as virtudes e os pecados capitais no Auto da Compadecida e no Auto da Barca do Inferno.

Assim como na obra de Gil Vicente, encontramos em Suassuna, mais precisamente em Auto da Compadecida, uma séria crítica à sociedade , o que permite levantar uma discussão interessante acerca do comportamento humano através das épocas. DeGil Vicente a Suassuna - da Idade Média ao Sec. XXI

Abaixo, as cenas selecionadas nas obras dos dois autores, demonstram bem essas críticas em que podemos reconhecer pecados e/ou vitrudes capitais:

Luxúria (Auto da Barca do Inferno)

Essa dama é ela vossa?
FRADE Por minha la tenho eu,
e sempre a tive de meu,
DIABO Fezestesbem, que é fermosa!
E não vos punham lá grosa
no vosso convento santo?
FRADE E eles fazem outro tanto!
DIABO Que cousa tão preciosa...
Entrai, padre reverendo!
FRADE Para onde levais gente?
DIABO Pera aquele fogo ardente
que nom temestes vivendo.
FRADE Juro a Deus que nomt'entendo!
E este hábito no me val?
DIABO Gentil padre mundanal,
a Berzebu vos encomendo!
FRADE Corpo de Deus consagrado!
Pela fé de Jesu Cristo,
que eu nom posso entender isto!
Eu hei-de ser condenado?!...
Um padre tão namorado
e tanto dado à virtude?
Assi Deus me dê saúde,que eu estou maravilhado!
DIABO Não curês de mais detença.
Embarcai e partiremos:
tomareis um par de ramos.
FRADE Nom ficou isso n'avença.
DIABO Pois dada está já a sentença!
FRADE Pardeus! Essa seria ela!
Não vai em tal caravela
minha senhora Florença.
Como? Por sernamorado
e folgar com üa mulher
se há um frade de perder,
com tanto salmo rezado?!...
DIABO Ora estás bem aviado!
FRADE Mais estás bem corregido!
DIABO Dovoto padre marido,
haveis de ser cá pingado...

Luxúria (Auto da Compadecida)

JOÃO GRILO
Chicó, deixe de ser hipócrita,que você sabe.
CHICÓ
Juro que não sei, João.
JOÃO GRILO
É a mulher, Chicó, e você sabe muito bem disso. Você mesmo sabe que a mulher dele...
CHICÓ
João, fale baixo, que o padre pode ouvir. Essas coisas num instante se espalham.
JOÃO GRILO
Deixe de besteira, Chicó, todo mundo já sabe que a mulher dopadeiro engana o marido.
CHICÓ
João, danado, ou você fala baixo ou eu o esgano já, já.
JOÃO GRILO
Mas todo mundo não sabe mesmo?
CHICÓ
Sabe, mas não sabe que foi comigo, entendeu? E mesmo ela já me deixou por outro. Uma vez, João,
e não posso me esquecer dela. Mas não quer mais nada comigo.

Gil Vicente, em Autoda Barca do Inferno, faz uma demonstração da luxúria em torno do caso de um frade com uma mulher; e Ariano Suassuna, em Auto da Compadecida, demonstra luxúria no caso de adultério no casamento do padeiro. Esses dois casos que desde a idade média até os dias de hoje ainda vivenciamos. Tanto o caso do sacerdote mundano, quanto o caso de adultério e infidelidade no casamento, assim como o apelosexual estão cada vez mais em evidência na nossa sociedade.

Avareza (Auto da Barca do Inferno)

ONZENEIRO Pera onde caminhais?
DIABO Oh! que má-hora venhais,
onzeneiro, meu parente!

Como tardastes vós tanto?
ONZENEIRO Mais quisera eu lá tardar...
Na safra do apanhar
me deu Saturno quebranto....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • AS DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS ENTRE AS OBRAS DE GIL VICENTE E ARIANO SUASSUNA, EM ANÁLISE “O AUTO DA BARCA DO...
  • Análise de auto da barca do inferno: a literatura de gil vicente.
  • Analise Auto da Barca do Inferno
  • Auto da barca do inferno de Gil Vicente
  • Gil vicente
  • AUTO DA BARCA DO INFERNO
  • O auto da barca do inferno
  • Gil vicente e ariano suassuna a vida dos autos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!