Leitura socioeconômica do fim do século xxi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (445 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Questão relacionada ao texto: “Leitura Socioeconômica do Fim do Século” do livro “Economia, Espaço e Globalização na Aurora do Século XXI” escrito por Georges Benko.
Capitulo 1

O texto falasobre a queda do modelo fordista e sua substituição para um modelo mais flexível. Essa situação se deu por volta dos anos 60, pois começou a haver uma grande fragilidade nesse modelo de produção por elaestá interferindo no modelo de acumulação capitalista.
O capital começa a se concentrar na sua salvação que, antes de tudo, é uma modalidade de aprofundamento das relações capitalistas. A eraeletrônica é dada não com o intuito de melhorar o modelo fordista e sim pra que haja uma forma de troca-lo por algo de mais fácil manuseamento, ou seja, uma forma de trabalho mais flexível.
São criadasestratégias para a restruturação que são adquiridas com o intuito de desfazer contradições inseparáveis para a acumulação capitalista, elas demonstram um novo campo de fenômenos sócio-políticos que sãodesvendados entre a extremidade da regulação Keynesiana da economia liberal e a da regulação liberal Keynesiana. Fica bem explicado que essas estratégias de restruturação capitalista não podem serconsideradas adaptações superficiais, mas sim modificações que iram afetar muito o desenvolvimento que há no pós-guerra. Essas transformações se desenvolvem em um contexto de problemas institucionais e deperspectivas mal elaboradas.
As unidades de produção são tiradas de foco e a planta industrial, portanto, desorganizada. Cria-se uma urgência na obtenção de retorno do capital, em razão da maiorcompetitividade, o que leva a construção de sistemas sob demanda, sem armazenamento, de produção. Também surge uma maior “flexibilidade” nos processos de trabalho, com subcontratações, terceirizações econtratos temporários, deixando mais complexa as relações trabalhistas.
Com esse surgimento do modelo flexivel, houve novas implantações trabalhistas dentro das empresas. Essas subcontratações,...
tracking img