Leitura, interpretação e produção de textos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (888 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Durante muito tempo, a preocupação com a leitura, interpretação e produção de
textos esteve restrita praticamente aos professores de língua materna dos ensinos
fundamental e médio, cuja tarefa écriar um alicerce seguro (no que diz respeito ao
desenvolvimento da competência lingüística), objetivando transformar o educando,
através do instrumento língua, em um cidadão consciente de seusdireitos e capaz de cumprir com seus deveres. Para configurar uma das disposições gerais da Educação Básica da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, em especial o artigo 22 que assim se expressa:“A educação básica tem por finalidades desenvolver o educando, assegurar-lhe a formação comum indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhe meios para progredir no trabalho e em estudosposteriores”. A universidade tem recebido agora tal incumbência. O alunado que recebemos no terceiro grau apresenta deficiências graves de naturezas diversas, inclusive de cidadania, o que mostra osucateamento de toda política educacional.
Ler, escrever e interpretar textos são ações que podem até partir das aulas de português, entretanto tais verbos congregam práticas da vida social. A todoinstante, somos convidados a decodificar o mundo com base nos signos verbais e não-verbais que nos são apresentados. Mais ainda, somos convidados a produzir textos para falar de nós, das nossasnecessidades, angústias, medos, emoções variadas.
Cientes de nossa tarefa, como professor de língua materna que somos, será
possível aproveitar as aulas para observar, através dos textos da literaturabrasileira, a abundância do português revelada nas suas quase que infinitas possibilidades de expressão, sendo o texto literário a sua concretização mais elaborada, considerando aí a finalidade artísticaexistente. É claro que esses textos não podem (na verdade, não devem) ser o princípio norteador para uma prática de ensino eficiente. É necessário partirmos da realidade mais próxima do aluno,...
tracking img