Leishmaniose tegumentar e leishmaniose tegumentar americana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2086 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Leishmaniose Visceral- Sinonímia: Calazar, esplenomegalia tropical, febre dundun, dentre outras denominações menos conhecidas.

Agente etiológico: Os agentes etiológicos da Leishmaniose Visceral (LV) são protozoários tripanosomatídeos do gênero Leishmania sendo que, nas Américas, a Leishmania (Leishmania) chagasi é a espécie comumente envolvida na transmissão da LV. O ciclo evolutivo apresentaduas formas, a amastigota, que é obrigatoriamente parasita intracelular em mamíferos e a promastigota, presente no tubo digestivo do inseto transmissor.

Reservatórios Na área urbana, o cão (Canis familiaris) é a principal fonte de infecção. A enzootia canina tem precedido a ocorrência de casos humanos. No ambiente silvestre, os reservatórios são as raposas (Dusicyon vetulus e Cerdocyon thous) eos marsupiais (Didelphis albiventris).
Vetores: No Brasil, duas espécies, até o momento, estão relacionadas com a transmissão da doença, Lutzomyia longipalpis e Lutzomyia cruzi. A primeira é considerada a principal espécie transmissora da Leishmania (Leishmania) chagasi, mas a L. cruzi também foi incriminada como vetora em uma área específica do estado do Mato Grosso do Sul. São insetosdenominados flebotomíneos, conhecidos popularmente como mosquito palha, tatuquiras, birigui, entre outros.
Modo de transmissão: No Brasil, a forma de transmissão é através da picada dos vetores – L. longipalpis ou L. cruzi – infectados pela Leishmania chagasi. A transmissão ocorre enquanto houver o parasitismo na pele ou no sangue periférico do hospedeiro. Outras formas de transmissão já foram descritas,porém não existem ainda estudos que revelem sua magnitude e importância epidemiológica na dinâmica da transmissão.  

Suscetibilidade e imunidade: Crianças e idosos são mais suscetíveis. Existe resposta humoral detectada através de anticorpos circulantes, que parecem ter pouca importância como defesa. A Leishmania é um parasito intracelular obrigatório de células do sistema fagocitáriomononuclear e sua presença determina uma supressão reversível e específica da imunidade mediada por células, o que permite a disseminação e multiplicação incontrolada do parasito. Só uma pequena parcela de indivíduos infectados desenvolve sinais e sintomas da doença. Após a infecção, caso o indivíduo não desenvolva a doença, observa-se que os exames que pesquisam imunidade celular ou humoral permanecemreativos por longo período. Isso requer a presença de antígenos, podendo-se concluir que a Leishmania ou alguns de seus antígenos estão presentes no organismo infectado durante longo tempo, depois da infecção inicial. Essa hipótese está apoiada no fato de que indivíduos que desenvolvem alguma imunossupressão podem apresentar quadro de LV muito além do período habitual de incubação.  

Histórianatural da doença
É uma zoonose de evolução crônica, com acometimento sistêmico que, se não tratada, pode levar ao óbito até 90% dos casos. É transmitida ao homem pela picada de fêmeas do inseto vetor infectado. No Brasil, duas espécies, até o momento, estão relacionadas com a transmissão da doença, Lutzomyia longipalpis e Lutzomyia cruzi.Raposas (Lycalopex vetulus e Cerdocyon thous) e marsupiais(Didelphis albiventris), têm sido incriminados como reservatórios silvestres. O cão (Canis familiaris) é o principal reservatório doméstico e fonte de infecção para o vetor em ambiente urbano, podendo desenvolver os sintomas da doença, que são: emagrecimento, queda de pêlos, crescimento e deformação das unhas, paralisia de membros posteriores, desnutrição, entre outros.

Leishmaniose Visceral: Éconhecida como calazar, esplenomegalia tropical e febre dundun. É infecciosa, mas não contagiosa. Acomete vísceras, como o fígado e o baço, podendo ocasionar aumento de volume abdominal.

Transmissão: A LV é transmitida ao homem por meio da picada do inseto vetor (Lutzomyia longipalpis) conhecido popularmente como "mosquito-palha, birigui, asa branca, tatuquira e cangalhinha". Esses insetos têm...
tracking img