Lei tres estados

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1629 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo
Tenho como principal objectivo neste trabalho dar elucidar as principais ideias sobre o tema estudado pelo Filosofo francês Auguste Comte, “A lei dos três estados”. E como falar deste tema é, no meu ver, obrigatório também analisar “A Classificação das Ciências” segundo o mesmo autor, faço também neste trabalho uma síntese sobre este tema.
Palavras-chave
Comte, positivismo, trêsestados, classificação das ciências, sociedade.
Introdução
Nascido no sul de França, Auguste Comte apesar do seu enorme interesse pelas ciências torna-se Filosofo e Matemático, seguindo sempre uma linha muito positivista a qual o leva à ideia “ver para prever, a fim de prover”, onde nos transmite a sua vontade de analisar a sociedade através das acções do ser humano para que através delas possamelhorar a sociedade. Foi assim que o “pai” da Sociologia, começou por mostrar o seu interesse na sociedade e que o levou mais tarde a elaborar “A Lei dos Três Estados”, onde define que a humanidade passou por vários estágios nos quais o poder de conhecimento do homem foi trabalhado e afinado de modo a evoluir, evolução de tal forma definida que Comte a compara com a evolução do homem em si próprio(criança que passa a ser adolescente e torna-se adulto depois dos ensinamentos que ganha com a vida).
Pensamento Positivista
O conceito Positivismo possui vários significados, mas para Comte não é mais do que uma doutrina filosófica, política e sociológica. Este põe na existência humana, valores inteiramente humanos rejeitando qualquer pensamento metafísico (do grego meta, que significa para alemde, fora de; valores apoiados na natureza e físicos) e todo o conteúdo ligado ao sobrenatural (logo rejeita tudo o que se liga ao divino).
Com base nisto, o fundador do positivismo admite que o conhecimento do espírito humano só pode ser feito através e unicamente das suas obras (arte, ciência, obras da civilização, etc.). E é com base nestes princípios que Auguste define a “Lei dos TrêsEstados”, sendo esta ter de obrigatoriamente analisada em conjunto com a “Classificação das Ciências”.
Podemos então concluir, e seguindo a obra de Comte, que a filosofia positivista tem como tarefa fundamental a coordenação dos saberes científicos, em quatro áreas: lógica, educação, ciência e política. E citando Auguste Comte, à filosofia positivista cabe o fardo de “pôr em evidência as leis lógicas doespírito”, (…) “presidir à reforma geral do nosso sistema de educação”, (…) “contribuir para os progressos particulares das diversas ciências positivas” e, proceder à "reorganização social que deve terminar com o estado de crise no qual se encontram desde há tanto tempo as nações mais civilizadas" (Auguste Comte, 1830).

A Lei dos Três Estados
Seguindo todo o seu pensamento positivista e toda asua análise à sociedade, a formulação da Lei dos Três Estados foi para Comte uma necessidade de explicar a evolução da Humanidade, mas também do homem. E é o próprio Comte que diz “as ideias conduzem e transformam o mundo”, e é através da evolução do intelectual do ser humano que a historia de todo o mundo é desenvolvida.
E como o próprio nome indica, dentro desta Lei encontramos três estágiosde desenvolvimento intelectual: Teológico, Metafísico e Positivo.
Estado Teológico
No estado teológico, também conhecido como fictício, a explicação dos fenómenos naturais são feitas com recurso a divindades imaginárias, entidades de carácter meramente teórico, deuses, e todo o tipo de seres não terrestres; caracterizando estes fenómenos pelos problemas insolúveis, por assuntos inteiramenteinacessíveis a qualquer recurso de investigação. Este estado, por sua vez, subdivide-se em três outras fases: fisicismo, politeísmo e monoteísmo.
O fisicismo atribui a todos os corpos externos uma vida análoga, ou seja semelhante, à nossa; sendo esta a menos numerosa das três raças que constituem a nossa espécie.
Ao politeísmo está ligado o livre predomínio do especulativo do imaginário, onde o...
tracking img