Lei maria da penha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 30 (7384 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 A VIOLÊNCIA E SUA PROBLEMÁTICA NO CONTEXTO CULTURAL E ECONÔMICO
Para trabalhar a questão da violência contra a mulher é necessário entender a força ideológica dessa inferioridade, bem como a interpretação sob o ponto de vista econômico, já que esses fatores contribuem para que ocorra tal violência.
 1.1 A FORÇA IDEOLÓGICA DA INFERIORIDADE DA MULHER
O homem desde a Antigüidade,sempre foi o ser ativo, era ele quem trabalhava, ele quem mantinha a família, ele quem mantinha a sociedade, por isso é considerado como o elemento ativo ou positivo.
A mulher por outro lado socialmente falando sempre teve um papel mais passivo, ela ficava com o cuidar da casa, dos filhos, todavia não tinha uma participação ativa na sociedade, vemos então a mulher como elemento passivo ounegativo.
Todos sonham com a felicidade, mas a mulher deposita este sonho no casamento: ser a rainha do lar, ter uma casa para cuidar, filhos para criar e um marido para amar. Não há casamento em que as casadoiras não suspirem pelo buquê da noiva. Ao depois, venderam para a mulher a idéia de que ela é frágil e necessita de proteção e delegaram ao homem o papel de protetor, de provedor. Daí àdenominação, do sentimento de superioridade à agressão é um passo.
Dessa forma a violência doméstica é reflexo de uma cultura onde a mulher é vista como ser inferior que deve se subjugar ás vontades muitas vezes cruéis de seus parceiros.
Fica fácil observar que homens e mulheres ocupam posições diferentes na sociedade brasileira. Segundo Heleieth I. B. Saffioti, A identidade social damulher, assim como a do homem, é construída através da atribuição de distintos papéis, que a
sociedade espera ver cumprido pelas diferentes categorias de sexo. A sociedade delimita, com bastante precisão, os campos em que pode operar a mulher, da mesma forma como escolhe os terrenos em que pode atuar o homem.
Ainda diz, que a socialização dos filhos, por exemplo, constitui tarefatradicionalmente atribuída às mulheres. Mesmo quando a mulher desempenha uma função remunerada fora do lar, continua a ser responsabilizada pela tarefa de preparar as gerações mais jovens para a vida adulta. A sociedade permite à mulher que delegue esta função a outra pessoa da família ou a outrem expressamente assalariado para este fim.[3]
Ocorre que a mulher só tem essa “permissão” de seuconjugue quando, muitas vezes, é necessário para se garantir o sustento dos filhos, complementar o salário do marido, ou ainda para o seu próprio sustento, caso contrário o lugar onde ela é bem vista, é no ceio da família, exercendo o papel de dona-de-casa, cabendo ao esposo o trabalho remunerado.
 Apenas nas classes dominantes a delegação desta tarefa de socialização dos filhos nãonecessita de legitimação da necessidade de trabalhar. Este tipo de mulher pode desfrutar de vida ociosa, pelo menos no que tange ao trabalho manual que a educação dos filhos exige. Contudo, esta mulher não está isenta de orientar seus rebentos, assim como de supervisionar o trabalho de serviçais contratados, em geral também mulheres, para o desempenho desta função.  
Assim podemos notar que a vidada mulher pode ser variada, dependendo de sua classe social, se formos tomar por base a classe média, encontraremos mulheres desde donas-de-casa, que se dedicam exclusivamente ao marido e aos filhos, como aquelas que trabalham fora. Estas encontramos por exemplos secretárias, que financeiramente ganham pouco e por isso não podem se dar o luxo de contratar alguém para que lhes façam o serviçodoméstico.
Embora encontremos todas essa diferenças, essas mulheres possuem algo em comum, que é o fato de terem a responsabilidade pela casa e pelos filhos, essa característica imputada às mulheres, foi atribuição da nossa sociedade.
É por essa ótica que ainda hoje afirmam com naturalidade que a mulher deve se ocupar do espaço doméstico, deixando para o homem o espaço público.  Segundo...
tracking img