Lei do parcelamento do solo urbano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (919 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUTO SOLUS




CAROLINA DE QUEIROZ FERREIRA CAMPELO











RESUMO DA LEI 6.799/79














Goiânia
2010




Carolina de Queiroz Ferreira CampeloRESUMO DA LEI 6.766/79 NOS SEGUINTES ASPECTOS: PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS PRESENTES E PRIVILÉGIOS DO DIREITO COLETIVO EM DETRIMENTO DO DIREITO INDIVIDUAL DE PROPRIEDADETrabalho apresentado à disciplina Legislação Ambiental do curso de Pós-graduação em Direito Imobiliário - 9ª Turma, do Instituto SolusOrientadora: Prof.ª Márcia Rodovalho








Goiânia
2010
A Lei 6.766 de 19 de Dezembro de 1979, alterada pela Lei 9.785/99, é o instrumento normativo federal vigente até o dia de hojeque rege parcelamento do solo urbano. Ela dispõe que as demais unidades da federação deverão legislar de maneira a complementar e adequar o parcelamento do solo municipal às peculiaridades enecessidades locais. Neste sentido, obedecendo ao dispositivo constitucional previsto no Art.182, a Lei 10.257/01 autodenominada Estatuto da Cidade consagra o Município como o executor da política urbana,estabelecendo os instrumentos para garantir o pleno desenvolvimento das funções da cidade. A competência legislativa do Município na urbanização tem amparo também no artigo 30, incisos I, II e VIII daCarta Magna, abaixo transcritos:
“Art. 30. Compete aos Municípios:
        I - legislar sobre assuntos de interesse local;
        II - suplementar a legislação federal e a estadual no que couber;        VIII - promover, no que couber, adequado ordenamento territorial, mediante planejamento e controle do uso, do parcelamento e da ocupação do solo urbano;”
Portanto, o princípioconstitucional da autonomia da Municipalidade é um dos norteadores da Lei 6.766/79. Esta define o parcelamento como a subdivisão de gleba em lotes destinados à edificação em zona urbana ou de expansão urbana,...
tracking img