Lei da seca

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1154 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Indústria da seca
A seca é um fenômeno muito comum em diversas regiões do planeta e consiste na escassez de água, devido à má distribuição de chuvas. Por ser um fenômeno comum, não deveria ganhar tanta atenção quanto ganha aqui no Brasil. Mas o que atrai tanta preocupação para a região do “polígono da seca” é a chamada “Indústria da seca”.
A Indústria da seca é uma estratégia adotada porpolíticos e latifundiários da região Nordeste. Essa estratégia consiste na aliança que estes fazem para benefício próprio, sem pensar no resto da população. Os políticos criam projetos para melhorar os recursos hídricos da região, como a criação de açudes, e acabam por superfaturar e desviar verba destes. Recebem o apoio e cobertura dos latifundiários, já que no final os projetos beneficiam suas terras.Muitas vezes os políticos são os próprios latifundiários, então fazem questão de utilizar toda a verba em suas próprias terras.
O problema é fundamentalmente natural, pois é causado pela precipitação irregular na região. Mas ele poderia ser evitado com o monitoramento das chuvas ou por instalação de projetos que ajudariam a manter a região estável. Ao dar inicio a esses projetos, os fiscais epolíticos envolvidos solicitam mais verba, crédito e concessão de dívidas alegando que a região não possui recursos suficientes para arcar com isso e que a população necessita dessa ajuda. Todos esses recursos extras que eles conseguem são então desviados e os projetos são feitos com uma quantia mínima.
Para intensificar mais o problema, esses projetos geralmente são feitos dentro das grandespropriedades, então são poucos os beneficiados, ou até mesmo nas propriedades dos políticos, como mencionado acima. Como consequência do grande desvio de dinheiro, não sobra verba para aprimorar a educação e auxiliar a população, então esta se vê obrigada a trabalhar nas terras destes políticos e latifundiários. Assim, como retribuição de “favor”, os proprietários apoiam os políticos, que são vistoscomo salvadores, nas eleições e permite com que esses continuem no poder e deem continuidade ao processo.
Além de não receber o incentivo do governo, a população sofre com as reais consequências da seca. São praticamente obrigados a trabalhar nas terras dos latifundiários por não terem condições de se estabelecer nas regiões fora de seu domínio. Ou seja, a população só tem a perder com essaestratégia.
Apesar do problema da seca ser grave, não é tanto quanto fazem parecer. A mídia tem muita influência sobre a situação. Contribui fortemente para o que os “industriais” da seca querem: chamar atenção para o problema. Assim todo o país se volta para resolvê-lo e acaba forçando o governo central a tomar uma atitude, que no caso será desviada pelo governo local. Ou seja, o governo deve tomarmuito cuidado com suas interferências na região.
O envio de verba por parte do governo central, na maioria dos casos, apenas contribui para o problema. Isso porque não são enviados ficais para notificar o que será feito com ela. Assim, os governos locais se vêm livres para fazer as intervenções desejadas.
Como exemplo de ações criadas pelo governo central, temos a criação de departamento DNOCS em1909 — Departamento Nacional de Obras Contra a Seca - no qual mais de 6 milhões de dólares seriam consumidos em diversas propostas de projetos. Entretanto, a maior parte das obras foi realizada em latifúndios particulares, tendo como resultado poucos privilegiados e uma população ainda em situações precárias.
Outro projeto que podemos citar como exemplo foi o de criação da Sudene -Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste- órgão responsável pelo desenvolvimento do nordeste criado em 1959. A partir dessa superintendência, foram criados projetos imensos de irrigação através das águas do rio São Francisco. Ele foi realizado na região do sertão da Bahia e gerou um grande crescimento da região. Porém com o surgimento de obstáculos técnicos que gerariam elevados custos, o projeto foi...
tracking img