Leasing 11638

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3150 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

O crescimento da globalização, e, principalmente, a maior integração entre os diferentes mercados mundiais trouxeram necessidade da adoção de padrões contábeis unificados. Seguidas por diversos mercados importantes, as normas internacionais de contabilidade começam a alterar a forma como as empresas brasileiras emitem demonstrações financeiras.
A Ciência Contábiltorna-se cada vez mais reconhecida como linguagem universal de negócios e única capaz de interpretar, de forma homogênea, os fenômenos econômicos envolvidos nessas relações.
Os profissionais da Contabilidade almejam por harmonizar as normas contábeis para que efetivamente possa atingir um grau satisfatório de confiabilidade junto ao público externo, dando maior transparência e segurança àsinformações contábeis.
Visando à harmonização das normas contábeis, empenhos têm sido realizados em vários países. No Brasil, a nova Lei das Sociedades por Ações – Lei nº. 11.638/07 abriu definitivamente o “acesso” para a convergência aos padrões internacionais.
A lei 11638, é uma modernização da Lei das Sociedades Anônimas, é uma iniciativa para harmonização das normas contábeisbrasileiras com as normas internacionais de contabilidade (IFRS) International Financial Reporting Standards, são pronunciamentos contábeis internacionais publicados pelo International Accounting StandardsBoard (IASB), os quais se baseiam em princípios e não em regras específicas.
Estas normas proporcionam transparência e comparabilidade das informações nas demonstrações financeiras e em outrosrelatórios contábeis, facilitando o entendimento entre os participantes do mercado de capitais do mundo e outros usuários da contabilidade, na tomada de decisões econômicas. O processo de convergência às normas internacionais de contabilidade tornou-se importante em virtude das profundas transformações verificadas nos últimos anos no cenário econômico mundial, representadas notadamente, peloacelerado processo de globalização da economia.

O comitê de pronunciamentos contábeis internacionais chamado IASC (International Accounting Standards Committee), foi criado em 1973 pelos organismos profissionais de contabilidade de 10 países: Alemanha, Austrália, Canadá, Estados Unidos da América, França, Irlanda, Japão, México, Países baixos e Reino Unido. A nova entidade foi criada com oobjetivo de formular e publicar de forma totalmente independente um novo padrão de normas contábeis internacionais que possa ser mundialmente aceito. Os primeiros pronunciamentos contábeis publicados pela IASC foram chamados de International Accounting Standard (IAS).
Neste trabalho será mostrado de uma maneira breve e objetiva o IAS 17, que trata do leasing que é um contrato pelo qual umapessoa física ou jurídica, consegue que uma instituição financeira adquira determinado bem móvel ou imóvel, alugando-o ao interessado por prazo certo mediante o pagamento de uma prestação, sendo que, findo o prazo pactuado, o locatário (arrendatário) possa optar por devolver o bem locado, renovar a locação ou adquirir o bem pelo preço residual fixado no momento da celebração do contrato.

CAPITULO I– Desenvolvimento
1.1 CONCEITO
Leasing é uma opção na qual é cedido um bem em troca de remuneração. A diferença entre Leasing e aluguel é de que no aluguel o cedente tem intenção de conservar a propriedade do bem no término do contrato e no Leasing existe a intenção da transferência do bem.
É possível definir melhor Leasing como uma operação de empréstimo vinculada à aquisição deum determinado bem, na qual o bem permanece de prioridade do cedente até o final do contrato, quando então é transferido para o "tomador do empréstimo" mediante o pagamento de um valor residual, estimado no contrato.
As diferenças econômicas do Leasing e do empréstimo estão na área fiscal.  No Leasing, o fisco permite a dedução do total dos pagamentos devidos no cálculo do imposto de...
tracking img