Lazer noturno

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1373 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO * FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS * CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO | * |
|
Estética e História da arte 1_ Prof. Marcus Vinicius_ Ficha Resumo: 03 / unid:03 |
|
| |
|
texto: | Arte Romana |
A Arte Romana é, sem dúvida, aquela a que mais os historiadores tiveram acesso, devido a seu ricoarsenal de pinturas, esculturas, como também sua arquitetura. A formação cultural do povo romano deveu-se principalmente aos gregos e etruscos que ocuparam diferentes regiões da Itália entre os séculos XII e XI a. C. Os romanos conquistaram um vasto império, desde a Europa até a Ásia e assimilaram a cultura dos povos conquistados: dos etruscos (da Etrúria, arte voltada para a expressão da realidade) eprincipalmente  da cultura grega-helenística (arte voltada para expressão de um ideal de beleza), mas com o passar do tempo adaptaram essas culturas ao seu próprio modo de vida e necessidade adotando seus elementos e reelaborando-os, criando assim uma linguagem original. Helenismo: de Hélade ou Grécia Antiga; conjunto de idéias ou costumes da cultura grega; consiste no período a partir da conquistado Oriente por Alexandre (depois de sua morte, seu Império fragmentou-se em vários reinos, chamados helenísticos) até a conquista da Grécia pelos romanos. A arte criada sob o patrocínio romano parece nitidamente diferente da arte grega e apresenta qualidades positivas não gregas que expressam diferentes intenções. _Arquitetura:( O Coliseu; O Pântheion(Panteão); O Palácio de Diocleciano; A Basílica de Constantino)Os romanos aprenderam muito sobre a arte de construir com os etruscos. De acordo com os escritores romanos, os etruscos foram mestres da engenharia arquitetônica, de planejamento urbano e agrimensura. A população da cidade de Roma era muito grande e consequentemente havia anecessidade de se construir prédios públicos, de grandes proporções para abrigar o maior número de pessoas. Como admiradores das colunas gregas (que serviam de sustentação para a cobertura), desenvolveram uma forma de construção em que as colunas passam a ser apenas decorativas. Utilizaram o arco e a abóboda (desconhecidos dos gregos e dos egípcios), mas transmitidos aos romanos pelos etruscos.  Autilização destes recursos arquitetônicos proporcionou às construções amplos espaços internos, livres de colunas. Eram construídos com blocos de pedras e fez uso do betão  (pedras ou ladrilhos misturadas a uma massa líquida de cal e areia rica em silício). A solidez do betão romano, seu baixo preço, sua leveza e relativa facilidade de se trabalhar  é um dos aspectos inovadores e característicos daarquitetura romana e que permitiu generalizar o uso do arco, da abóboda e da cúpula.  As cidades compunham-se de edifícios para espetáculos, conjuntos forences, banhos, estátuas, santuários, arte em relevo e as necrópoles. A arquitetura clássica está dominada por uma concepção fortemente "escultórica", ou seja, pela predominância do espaço interior, podendo somente ser tocado ou contemplado comoos templos, o edifício mais representativo da arquitetura romana. Como herdeira da arquitetura grega  utiliza abundantemente as séries de colunas, porém superpondo-as: dórica no andar inferior, jônica no centro e coríntia no superior, formando a chamada ordem compósita. Destaca-se o "Pântheion" (nome grego que consagra todos os deuses) considerado como fonte de inspiração à numerosos edifícios. Os edifícios abertos como o anfiteatros ou o circo que apesar de serem inspirados em modelos gregos possuem um desenvolvimento original com maior autonomia em relação aos ambientes: o circo era composto de um edifício e uma planta retangular no qual circulavam os carros,...
tracking img