laudo psicologico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1014 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de junho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto



UNIÃO METROPOLITANA DE EDUCAÇÃO E CULTURA












Atividade Avaliativa para a disciplina Psicologia Hospitalar
O Papel do Psicólogo Hospitalar















De acordo com RODRÍGUEZ-MARÍN (2003) a Psicologia Hospitalar é o conjunto de contribuições profissionais, científicas e educativas que asdiferentes disciplinas e conceitos psicológicos fornecem para melhor auxiliar aos pacientes no hospital. Nesse sentido, o psicólogo hospitalar é aquele que reúne esses conhecimentos e técnicas para aplicá-los de maneira sistemática e coordenada, visando à melhora da assistência integral do paciente hospitalizado, sem se limitar, por isso, ao tempo específico da hospitalização. Desta forma, seutrabalho é especializado no que se refere, essencialmente, ao restabelecimento do estado de saúde do doente ou, ao menos, ao controle dos sintomas que prejudicam seu bem-estar, focalizando sua intervenção na promoção de saúde, dando menos valia para a doença.
No âmbito hospitalar, a psicologia vem se transformando dentro das várias perspectivas teóricas e de forma mais sistêmica dentro do saber,porém ainda existem dificuldades nesta área. Estão em desenvolvimento vários recursos metodológicos e técnicos nesse campo. No entanto, a Psicologia Hospitalar tem despertado o interesse de muitos estudantes e psicólogos, devido às possibilidades de atuação e por ser uma área pouco explorada e muitas vezes inexistente nos hospitais.
A psicologia no contexto hospitalar propõe uma tendênciaparticipativa e interdisciplinar em saúde, buscando superar as lacunas teóricas que dificultam a prática do psicólogo neste ambiente.
O profissional de saúde atua fornecendo assistência ao paciente, à família e à equipe de saúde, sempre buscando o bem-estar físico e mental destes, num contexto de trabalho que possui características distintas e peculiares. No caso do atendimento infantil a tríadepaciente/família/equipe também é contemplada, de forma que o psicólogo possa fazer uso da escuta clínica e dos recursos lúdicos.
O psicólogo hospitalar encontra-se numa posição estratégica, sendo um intermediário
entre a equipe hospitalar e o paciente e sua família e para tanto, em alguns hospitais,
conta com o auxílio do trabalho de voluntários. Com o objetivo de demonstrar o
psicólogo comomediador no processo de tratamento de uma enfermidade, por meio de
um trabalho integrado, neste artigo demonstra-se o psicólogo como elo humanizador,
onde a sua atuação deve ir além da visão médica do ser humano para lidar da melhor
forma possível com situações diversas que vão além da rotina hospitalar.
Na busca pela minimização do sofrimento provocado pela hospitalização, depara-se,normalmente, com algumas barreiras, como: falta de apoio da equipe médica, má
definição dos processos de humanização, comunicação frágil, desvalorização do
trabalho voluntário e desconsideração do estado emocional do paciente.
Sem a atuação dos psicólogos e com a correria do dia-a-dia em um hospital, médicos e
enfermeiros nem sempre possuem um olhar atento às questões relacionadas ao bem
estaremocional do paciente. Com o trabalho voluntário que doa seu tempo e dedicação
e o conhecimento teórico do psicólogo, muitas situações traumatizantes poderiam ser
evitadas ou vividas de forma mais saudável.
O psicólogo é visto como um agente da saúde que completa o quadro hospitalar, onde o
respeito pela sua atuação não se encontra apenas no ponto de vista do conhecimento
sobre o assunto, à“voz” ativa nas reivindicações e discussões sobre as questões
pertinentes ao estado de saúde dos pacientes hospitalizados. Um fato interessante
apresentado por Higarashi et al. (2003) é quando a humanização feita pelo próprio
parente do paciente nem sempre é aceita no ambiente hospitalar, devido ao estreito
relacionamento entre internado e humanizador.
O psicólogo ao atuar num ambiente...
tracking img