Laudo ergonomico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3796 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de fevereiro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
XI SIMPEP – Bauru, SP, Brasil, 08 a 10 de novembro de 2004

Planejamento da Auditoria de Saúde e Segurança no Trabalho – OHSAS 18001
Cássio Eduardo Garcia (SENAC) cassiogarcia@uol.com.br

Resumo Um dos principais instrumentos que uma organização pode utilizar para “medir” a aderência de seu sistema de gestão de Saúde e Segurança no Trabalho - SST é a auditoria. Ela é fundamental, pois relatao atual estágio de implantação do sistema e contribui para definir o plano estratégico de ações a médio e longo prazo para consolidar a implantação do mesmo a fim de atingir um nível de desempenho que satisfaça às partes interessadas. Para uma auditoria ser eficiente é necessário que a mesma seja planejada com critérios definidos e com tempo hábil para as partes se organizarem. O planejamento daauditoria deve ser realizado com algumas semanas de antecedência pois a auditoria não é uma atividade isolada, ela começa semana antes da avaliação in loco. Como resultado final temos auditorias realizadas eficientemente, considerando todos os itens pertinentes ao protocolo seguido, todos os perigos e riscos, substâncias químicas utilizadas, processos de trabalho, pessoas envolvidas nasatividades, procedimentos seguidos, manuais pertinentes, envolvimento da alta direção etc... Planejamento e condução eficazes de auditorias são fatores fundamentais para que o resultado final da mesma possa ser utilizado como instrumento de qualificação e quantificação do nível de aderência do sistema de gestão de SST de uma organização. Palavras-chave: Desempenho, Auditoria, Segurança do Trabalho

1.Introdução

Apesar da legislação vigente, as organizações buscam outras formas de tratamento para as questões de SST. Uma das formas utilizadas é o tratamento sistêmico para SST, ou seja, SST é desenvolvida dentro de um modelo de sistema de gestão. Estes modelos vêm demonstrando bons resultados ao longo dos anos, tanto nos modelos de gestão de qualidade com as normas da série ISO 9000 como nosmodelos de gestão ambiental com as normas série ISO 14000. Sistema de gestão de SST é parte do sistema de gestão global que facilita o gerenciamento dos riscos de SST associados aos negócios da organização. Isto inclui a estrutura organizacional, atividades de planejamento, responsabilidades, práticas, procedimentos, processos e recursos para desenvolver, implementar, atingir, analisar criticamentea manter a política de SST da organização. (British Standards Institution, 1999, p.01). O sistema de gestão de SST é um processo mais amplo do que apenas o cumprimento da legislação brasileira de saúde e segurança no trabalho. Ele exige da organização um esforço amplo de quebras de paradigmas que guiam as ações das organizações no sentido de desenvolver ações simplórias e poucos eficientes naredução do número de doenças e acidentes no trabalho.

1

XI SIMPEP – Bauru, SP, Brasil, 08 a 10 de novembro de 2004

O sistema de gestão de SST assume um papel de melhoria organizacional contínua que auxilia a organização para a obtenção de resultados mais eficazes e que tenham consistência ao longo do tempo. Baseia-se no ciclo PDCA de melhoria contínua. Existem modelos diferentes de sistemasde gestão de SST disponíveis, as organizações podem decidir por qual utilizar em função de diferentes critérios como cultura organizacional, tempo de resposta dos resultados, país de origem, afinidade com a metodologia, questões comerciais, políticas internas e externas, entre outros. As principais características dos modelos de gestão de SST são: a) Incorporar na organização o princípio damelhoria contínua; b) Atuar fortemente no cumprimento das legislações aplicáveis ao negócio da organização referentes à saúde e segurança no trabalho; c) Demonstrar o comprometimento da alta direção da organização no atendimento da política de SST estabelecida assim como no alcance dos objetivos e metas estipuladas; d) Prover maior ênfase à pró-atividade do que a reatividade; e) Permitir a integração...
tracking img