Larissa

Páginas: 14 (3343 palavras) Publicado: 23 de novembro de 2014
Jornal Brasileiro de Pneumologia
Print version ISSN 1806-3713
J. bras. pneumol. vol.36 no.4 São Paulo July/Aug. 2010
http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132010000400008 
ARTIGO ORIGINAL
 
Risco aumentado de sintomas respiratórios e bronquite crônica em mulheres que utilizam biocombustíveis na Nigéria*
 
 
Olufemi Olumuyiwa DesaluI; Adebowale Olayinka AdekoyaII; Bolawale Adedeji AmpitanIIIIPneumologista Consultor. Departamento de Medicina, University of Ilorin Teaching Hospital, Ilorin, Nigéria 
IIMédico Consultor. Departamento de Medicina, Lagos State University Teaching Hospital, Lagos, Nigéria 
IIIAdministrador Médico. Departamento de Medicina, Federal Medical Centre, Ido-Ekiti, Nigéria 
 
Introdução
A preparação de alimentos em um domicílio envolve o uso de combustíveissólidos e não sólidos. Cerca de 50% da população mundial utiliza os biocombustíveis como principal fonte de energia doméstica para a preparação de alimentos.(1) Os combustíveis sólidos incluem o carvão, que é um combustível fóssil, e os biocombustíveis (madeira, carvão vegetal, esterco e resíduos de cultura), os quais podem ser produzidos a partir de qualquer fonte rapidamente renovável decarbono, como as plantas, enquanto os combustíveis não sólidos incluem a querosene, o gás de petróleo liquefeito, o gás natural e a eletricidade, nenhum dos quais é um biocombustível.(1,2) O uso de biocombustíveis tem sido associado a poluição interna e níveis inseguros de emissões tóxicas.(1-3)Na fumaça gerada pela queima de combustíveis sólidos (carvão e biocombustíveis), foram identificados mais de200 produtos e compostos químicos, 90% dos quais são materiais particulados inaláveis com um diâmetro aerodinâmico < 10 µm (PM10).(2,3) A maioria - incluindo PM10, CO, óxido de nitrogênio, óxido de enxofre, aldeídos (por ex., formaldeído), hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (por ex., benzopireno), compostos orgânicos voláteis, dioxinas cloradas e radicais livres - é irritante ao sistemarespiratório.(4-6) A maioria desses agentes letais tem sido associada a doenças infecciosas, doenças alérgicas das vias aéreas e malignidade.(7) A poluição do ar interno é o décimo maior fator de risco evitável que contribui para a carga global de doença, ocupando o quarto lugar nos países em desenvolvimento.(8) Na Nigéria, parcelas significativas da população vivem abaixo da linha da pobreza e não podemarcar com os custos de outros tipos de combustível (não biocombustíveis), mais limpos e atóxicos. A maioria dos domicílios nos países em desenvolvimento ainda recorre ao uso de biocombustíveis, como madeira, carvão vegetal, esterco e resíduos de cultura, para a preparação de alimentos.(1)Vários estudos apontam a fumaça dos biocombustíveis como uma das causas de bronquite crônica e doençasobstrutivas das vias aéreas.(9-11) Estudos sobre o uso de combustíveis domésticos e morbidade respiratória são escassos na África Ocidental. O objetivo deste estudo foi determinar a associação de sintomas respiratórios e bronquite crônica com o uso de biocombustíveis entre mulheres habitantes de áreas rurais do estado de Ekiti, sudoeste da Nigéria.
 
Métodos
Trata-se de um estudo transversal commulheres adultas da área governamental de Ijero, no estado de Ekiti, realizado entre janeiro e junho de 2009. De todos os países nos quais a população é predominantemente negra, a Nigéria é o mais populoso, com uma população de 145 milhões, composta por mais de 250 grupos étnicos. Metade da população (53%) vive na zona rural. As mulheres que vivem na área de estudo são, em sua maioria, comerciantes etecelãs de tapetes.
Os sujeitos foram selecionados utilizando-se um desenho de amostra estratificada em múltiplos estágios. As localidades que constituíam a área governamental de Ijero foram listadas e classificadas em áreas semiurbanas ou rurais. Um espaço amostral das áreas rurais foi desenhado, e quatro assentamentos (Ijurin, Iloro, Odo-Owa e Ipoti-Ekiti) foram selecionados aleatoriamente....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • LARISSA
  • larissa
  • larissa
  • Larissa
  • Larissa
  • Larissa
  • Larissa
  • larissa

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!