Laparotomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5313 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
U M CASO
DE

LAPAROTOMIA
EXPLORADORA
Dissertação Inaugural
Apresentada á Escola Medico-Cirurgica do Porto
POR

Alfredo Martins dos Santos

PORTO
TYPOGRAPHIA OCCIDENTAL 66, Rua da Fabrica, 66 1888

k?/h

Bye,

ESCOLA MMCO-CIMGICA DO PORTO
CONSELHEIRO-DIRECTOR

VISCONDE DE OLIVEIRA
SECRETARIO

RICARDO D'ALMEIDA
CORPO D O C E N T E Professores proprietários
í. aCadeira—Anatomia descriptiva e geral 2.;ia Cadeira—Physiologia 3- Cadeira—Historia natural dos medicamentos e materia medica 4. a Cadeira—Pathologia externa e therapeutica externa 5-a Cadeira—Medicina operatória. ó. a Cadeira—Partos, doenças das mulheres de parto e dos recem-nascidos a -. Cadeira—Pathologia interna c therapeutica interna 8.a Cadeira—Clinica medica . . . 9>a Cadeira—Clinica cirúrgica . . ïO-aCadeira—Anatomia pathologica íl.* Cadeira —Medicina legal, hygiene privada e publica e toxicologia I2. a Cadeira—Pathologia geral, semeiologia c historia medica. Pharmacia o a ~ j-,,-, Secção medica B Secção cirúrgica . * Secção medica Secção cirúrgica \ j l í í I (

JORGE

João Pereira Dias Lebre. Vicente Urbino de Freitas. Dr. José Carlos Lopes. Antonio Joaquim de Moraes Caldas. PedroAugusto Dias. Dr. Agostinho Antonio do Souto. Antonio d'OHvcira Monteiro. Antonio d'Azevedo Maia. Eduardo Pereira Pimenta. Augusto Henrique d'Almeida Brandão Manoel Rodrigues da Silva Pinto. IIlídio Ayres Pereira do Vallc. Isidoro da Fonseca Moura. João Xavier d'OHvcira Barros. d.Andrade Gramach0. Antonio Bernardin Antonio Bernardino d Almeida. J v. Visconde J t\r • Visconde de Oliveira. de Olive
}miProfessores jubilados

Professores substitutos
j Antonio Plácido da Costa.
( Vaga.

I Ricardo d'Almeida Jorge.

' | Cândido Augusto Correia de Pinho

Demonstrador de Anatomia
Secção cirúrgica Roberto Belarmino do Rosário Frias.

A Escola não responde pelas doutrinas expendidas na dissertação e enunciadas nas proposições. ^Regulamento da Escola de 23 d'abril de 1840, art. 155).

I Á MEMORIA

DE

A

Minhas irmãs e a meus irmãos

Jí MEUS CUNHADOS

Eduardo Alves da Cunha Joaquim Carlos Figueira

í i

\

IIEIORIA DD 1,0 AMIDO E CONTEMPORÂNEO

(Sinfonia de Jradua

c/a &/tva

^Junior

AO MEU PRESIDENTE
O IU. m0 e Kx.mo Snr.

DR. ANTONIO D'AZEVEDO MAIA

\

)

AOS MEUS

AMIGOS

especialmente a Dr. José ffîaria (5alvão de ÍIMlo Dr.ffianuel Hntonio d'Hzevedo Iftaia baraços. Numa esphera de fac tos em que a ex­ periência, por tantos annos, entra c omo factor de primeira ordem, fallec em por completo ao alumno que sáe da; Escola,

22

auctoridade, autonomia, motivos pessoaes emfim para dissertar sobre factos ou procedimentos da profissão medica. Uma dissertação sobre algum ponto das sciencias medicas como são a anatomia, aphysiologia, a pathologia, a pharmacologia, ainda seria possível, salvo que haveria sempre que pedir emprestados os dados, e quasi sempre o critério, para formar opinião; mas estas sciencias são meros preparatórios para a medicina que é a arte clinica com a therapeutica, como objectivo immediato. N'este campo vastissimo eu não podia fazer mais que evocar as minhas reminiscências hospitalares econsultar as minhas notas clinicas. Vários exemplares interessantes, alguns mesmo raros, tivemos occasião de observar durante o nosso tirocínio hospitalar, contando-se entre estes o caso clinico que constitue o objecto do presente trabalho. A origem dos padecimentos da doente, a sua duração, a absoluta incapacidade para as funcções de relação, os padecimentos

23

cruciantes, as hesitações eperplexidades do nosso juizo sobre a origem d'esses padecimentos, a revelação ministrada pela secção abdominal exploradora, a cicatrisação por primeira intenção da abertura abdominal sem febre, a despeito de vómitos incoercíveis durante as trinta horas consecutivas á operação, tornam este exemplar muito interessante aos nossos olhos e muito digno de registo. Outros casos, também curiosos, tivemos...
tracking img