Lancamento horizontal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1139 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

A experiência realizada é feita a partir de uma esfera de “nylon” na qual através de um lançador de partículas ela foi lançada com ângulos diferente obtendo diferentes distâncias, onde essas distâncias foram anotadas, O Lançamento Horizontal pode ser considerado, de acordo com o princípio da simultaneidade, como o resultado da composição de dois movimentos simultâneos eindependentes: queda livre (movimento vertical, sob ação exclusiva da gravidade, sendo uniformemente variado, pois sua aceleração se mantém constante) e movimento horizontal (movimento uniforme, pois não existe nenhuma aceleração na direção horizontal; o móvel o realiza por inércia, mantendo a velocidade com que foi lançado).

Fig.01 – Representação de um movimento oblíquo.

1.1 Fundamentação TeóricaQuando um corpo é lançado ao ar pode descrever movimentos diferentes, neste caso que é o lançamento horizontal de um projétil, têm-se  dois movimentos simultâneos e independentes: Um movimento vertical, uniformemente variado, sob a ação exclusiva da gravidade. E um movimento horizontal uniforme, pois não existe aceleração na direção horizontal. No movimento vertical, atua a aceleração da gravidade(este movimento é visível a partir do momento em que é lançado o projétil, uma vez que o mesmo possui apenas componente horizontal de velocidade inicial), enquanto que no movimento horizontal, não há a componente da aceleração a atuar sobre o projétil, daí que existe só e apenas movimento retilíneo e uniforme de velocidade sempre constante.
Em relação à conservação da energia mecânicaverificamos que quando um corpo está a uma determinada altura, ele possui energia potencial e à medida que vai caindo, desprezando a resistência do ar, a energia potencial do corpo que ele possui no inicio da trajetória vai se transformando em energia cinética e quando este atinge o  nível de referência a energia é transformada em energia cinética na totalidade.Na ausência de forças disssipativas, a energiamecânica total do sistema conserva-se, ocorrendo transformação de energia potencial em cinética e vice-versa. Um corpo está em queda livre quando não tem velocidade inicial e se encontra apena sob a ação da força gravitacional, tendo assim aceleração constante que corresponde à aceleração da gravidade 9,8 m/s².
O tempo que um projétil gasta para cair, quando lançado horizontalmente, é o mesmoque gastaria para cair em queda livre, visto que desprezando a ação do ar, todos os corpos lançados do mesmo sítio, sem resistência do ar, caem com a mesma aceleração , independentemente das suas massas. Essa aceleração chamada de força gravitacional que por sua vez varia com a altura onde o corpo está, mas devido à variação ser pequena, normalmente é desprezado e adotamos 9,8 m/s².

2. OBJETIVOObjetivo deste trabalho foi encontrar o valor de k (constante da mola). Para isto utilizamos a base teórica de lançamento horizontal. E um aparato experimental já montado sobre a bancada do laboratório utilizando esferas de nylon e uma trena para medir a distância horizontal.

3. Material e Procedimento Experimental

3.1 Materiais

- 01 esfera.
- 01 trena.
- 01 suporte debase.
- 01 lançador de projeteis

3.2 Procedimento Experimental

Com uma esfera de nylon e um aparelho que lança projeteis, colocamos a esfera com ângulos diferentes e para cada ângulo foi utilizado 3 níveis diferente, no primeiro lançamento o ângulo que foi utilizado foi de 45º, a altura do instrumento é 0.91m o primeiro nível a distância encontrada foi depois disso foi lançado aesfera na qual foi encontrado uma distância de 4.64m ( alcance máximo ), depois disso fomos para o nível dois nesse nível a altura do instrumento está a 0.92m do solo, nesse nível foi usado o mesmo ângulo de 45º o alcance do projétil foi de 3.14m achando isso foi-se para o terceiro nível a altura do instrumento foi de 0.945m e o alcance de 1.67m.
Depois de feito isso, passamos para o segundo...
tracking img