Laminite equina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1127 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
REVISTA CIENTÍFICA ELETÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA – ISSN: 1679-7353
Ano VI – Número 11 – Julho de 2008 – Periódicos Semestral

LAMINITE EQUINA

VERONEZI,Guilherme GANTHOUS, Eduardo JUNIOR,P.S. Osvaldo
Dissentes do curso de Medicina Veterinária da FAMED-Garça

ZAPPA , Vanessa
Docente da Associação Cultural e Educacional da FAMED – Garça

RESUMO Por constituir-se em grave afecção queacomete o aparelho locomotor dos eqüinos, a pododermatite asséptica ou laminite é apresentada nesse trabalho, abordando sua definição, ocorrência e etiologia. Palavras Chave: aparelho locomotor, eqüinos, laminite. Tema Central:Medicina Veterinária

ABSTRACT Because of be constituting in serious affection that attacks the locomotor appliance of the equine ones, that or laminite is presented inthis work, boarding his definition, incident and etiology. Key words: locomotor appliance, equine, laminite.

1. INTRODUÇÃO

Desde a antiguidade, os mais conceituados “hipiatras” já consideravam que “sem pés não há cavalos” o que a rigor constitui-se no mais forte aforismo que define a gravidade das afecções que podem acometer o aparelho locomotor dos cavalos. O aparelho locomotor dos eqüinos,tem importância fundamental na dinâmica da locomoção e sustentação (Thomassian, 2000).

O casco ou úngula é a cobertura córnea da extremidade distal do dígito. A parede é definida como a parte do casco que é visível quando o pé está posicionado no chão. Ela cobre a frente e os lados do pé, e se reflete em direção palmar ou plantar, a um ângulo agudo, de modo a formar as barras. A parede pode serdividida em uma parte dorsal ou ponta (onde é mais espessa), partes colateral medial e lateral ou
Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária é uma publicação semestral da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Garça FAMED/FAEF e Editora FAEF, mantidas pela Associação Cultural e Educacional de Garça – ACEG. Rua das Flores, 740 – Vila Labienópolis – CEP: 17400-000 – Garça/SP –Tel: (0**14) 3407-8000 – www.revista.inf.br – www.editorafaef.com.br – www.faef.br.

REVISTA CIENTÍFICA ELETÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA – ISSN: 1679-7353
Ano VI – Número 11 – Julho de 2008 – Periódicos Semestral

2

quartos, e os ângulos ou calcanhares. A curva da parede é mais larga no lado lateral do que no medial, e a inclinação do quarto medial é mais profunda do que no quartolateral. Sisson,1986. Dividida em três partes, a parede do casco, apresenta na sua face mais externa o perioplo composto de cornos tubulares e estrato tectório, na camada média tem-se a região mais densa do casco e a presença dos túbulos córneos (cascos escuros, ele é pigmentado); e por fim, a camada laminar interna que consiste nas lamelas córneas. Sisson, 1986

2. CONTEÚDO

A laminite ocorreapenas esporadicamente, entretanto, sob certas condições pode acometer vários animais, de uma mesma propriedade, submetidos às mesmas condições de criatório e manejo. Pode acometer com mais freqüência os dois membros torácicos e, até, os quatro membros nos casos mais graves, demonstrando manifestações clínicas características (Sisson, 1986). Segundo Thomasian (2000) dentre os eqüídeos, os pôneis sãomuitos susceptíveis, com incidência até quatro vezes maior do que nos demais. Cavalos castrados são menos predispostos a desenvolver laminite, ao passo que muitos animais na faixa etária de 4 a 10 anos estatisticamente apresentam maiores índices de laminite; assim como cavalos que são transportados e permanecem por várioss dias em decúbito quadrupedal, sem alimentação e ingestão de água adequada,podem desenvolver a forma aguda da laminite,

eventos inter-relacionados que resulta em graus variáveis de patologias. Laminite é, na realidade, uma doença perivascular Segundo Stashak (1994), é uma inflamação das lâminas do casco, porém com uma seqüência complicada de periférica que se manifesta por uma diminuição na perfusão capilar no interior da pata, quantidades significativas de desvios...
tracking img