Laboratorio de pesquisa social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1040 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
-------------------------------------------------




INTRODUÇÃO:

Essa pesquisa será desenvolvida nas comunidades quilombolas de Cacimbinha e Boa Esperança de Presidente Kennedy no Estado do Espírito Santo e Deserto Feliz e Barrinha de São Francisco de Itabapoana no Estado do Rio de Janeiro. O passado dessas comunidades remonta aos escravos que recusaram a trabalhar de maneira forçadanas fazendas de café e cana-de-açúcar da região. Os membros dos grupos cultuam a ancestralidade, preservando os rituais herdados dos parentes escravos.
Hoje, eles sobrevivem do trabalho na cidade, seja no setor industrial, construção civil ou serviços domésticos, mais cultivam a agricultura de subsistência herdada dos ancestrais. Para nossa pesquisa partimos da premissa que é preciso conhecer aprópria identidade cultural do povo de uma comunidade e seus costumes herdados de sua ancestralidade, tais como: elementos, símbolos, instrumentos, concepções da cultura que poderão mais adiante servir de base para um projeto interventivo de problemáticas detectadas e apontar a partir das concepções etno-antropológicas direções para a reconstrução do conhecimento da cultura africana, de onde advém oramo familiar dos membros dessas comunidades.
Levando em consideração que a transmissão dos conhecimentos e as tradições foram feitas oralmente de pais para filhos, foi no campo da cultura antropológica que encontramos a definição dessa realidade. No texto “Cultura, Desenvolvimento Local, Solidariedade e Educação” de Vicente Fideles de Ávila, ele cita o antropólogo americano Alfred Kroeber, quedeu sua contribuição ao tema e serviu de base para que o autor Roque de Barros Laraia elencasse em seu livro Cultura: um conceito antropológico, oito características descritivas, das quais citamos duas:

“1 - A cultura, mais do que herança genética, determina o comportamento do homem e justifica suas realizações”;
“7 – A cultura é um processo acumulativo, resultante de toda a experiênciahistórica das gerações anteriores. Este processo limita ou estimula a ação criativa do indivíduo”. (LARAIA, 2002, pp. 48-49)

Somos conscientes que as comunidades precisam se adaptar aos novos tempos sem perder de vista sua história. Não basta apenas gerar empregos: é preciso dar combate à exclusão também na esfera da cultura, para que um maior número de pessoas possa gozar do prazer de existência eusufruir de uma melhor qualidade de vida. E aí devem centrar-se pesquisadores, agentes e projetos de desenvolvimento.
No artigo intitulado Cultura, Identidade e Desenvolvimento Local: conceitos e perspectivas para regiões em desenvolvimento de Emilia Mariko Kashimoto, Marcelo Marinho e Ivan Ruseff eles citam o autor Kilani (1994), dizendo:

“A antropologia estuda apenas grupos sujeitos aodesenvolvimento, e que o trabalho de desenvolvimento local envolve simultaneamente tanto os agentes responsáveis quanto a comunidade que é o objeto do desenvolvimento”

É baseado nessa teoria que vamos buscar ferramentas para analisar as concepções, idéias, mitos, jogos, elementos, símbolos, instrumentos e fazeres culturais existentes nessas comunidades. Sabendo que a formação de um povo baseia-se naforma de sua existência, nos modos de sua expressão, permanentemente reformados, para sobreviverem à evolução do tempo, temos hoje o Desenvolvimento Local que rompe as amarras que delimitavam uma comunidade a desenvolver-se apenas definindo suas capacidades, competências e habilidades dentro do seu território e incrementa sua evolução para o futuro buscando colaboração de agentes externos einternos que possibilitem a garantia de sua existência e transformação de uma forma bem ampla e menos condicionada.
Dentro desse contexto iremos pesquisar as comunidades tentando entender sua cultura histórica e paralelamente incluí-las nos novos conceitos de transformação, preservando sua história e suas raízes, tentando compreender sua atuação e o seu valor. Pois com os novos estudos já não...
tracking img