La pelota

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3438 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Jornais equatorianos comemoram o fim da sina de “time-pijama” do Emelec
sex, 13/04/12
por Cauê Dias |categoria Sem Categoria
“Desculpe, Emelec, por não confiar em ti na Copa Libertadores. Eu sei que te doeu aquela história de equipe de pijama. Foi a melhor motivação para conseguir uma histórica classificação às oitavas-de-final quando ninguém esperava.”

Assim o diário Extra, de Guayaquil,começa a contar a façanha conseguida pelo clube da cidade na noite de ontem.

Em toda a imprensa local não faltam adjetivos para noticiar e comemorar o avanço na Libertadores: “Heróica classificação”, “Classificação histórica do Emelec”, “Nova façanha do Emelec”, estampam as manchetes de sites esportivos e jornais diários.

Não faltou também uma pitada de provocação aos times que ficaram paratrás, citando sempre a desilusão flamenguista. Um dos jornais foi mais enfático: “…choram Ronaldinho Gaúcho e o Flamengo.”

Em todos os textos há um dado ressaltado: o fim da fama de time-pijama, ou seja, aquele que só se dá bem em casa e passa vergonha quando está fora.

A pecha acabou pegando porque desde 2001 o time não ganhava uma partida de Libertadores fora de seu estádio na fase degrupos. Mesmo nesta edição atual do torneio já havia caído para Flamengo e Lanús, no Brasil e na Argentina.

Esta dramática vitória conseguida em Assunção, certamente se transformará em uma enorme festa na volta dos jogadores ao Equador. A chegada está prevista para a tarde desta sexta-feira e pela internet alguns grupos já se mobilizam para recepcionar os chamados “heróis azuis”.

Ainda no calorda classificação, o presidente do clube, Nassib Neme, falou sobre o fim do jejum como visitante e a classificação para a próxima fase: “Este é um presente para o Equador, de um de seus filhos de Guayaquil. No mítico Defensores del Chaco passamos por cima do Rei de Copas (apelido do Olímpia).”

3 comentários »
“El Tanque” e apito final impedem vitória mais elástica do líder Boca Juniors
seg,09/04/12
por Cauê Dias |categoria Sem Categoria
No jogo em que retomou a liderança do Torneo Clausura argentino, o Boca Juniors poderia ter encerrado a partida com um placar mais elástico do que o 2 a 1 que impôs sobre o Argentinos Juniors.

A culpa pode ser dividida entre os ombros do atacante Santiago Silva e o árbitro Pablo Lunati.

Perto dos 45 minutos do segundo tempo, boa jogada tramadapela direita e uma assistência certeira de Pablo Mouche encontra Silva no meio da área, sozinho ante o desamparado goleiro Ojeda. Tudo pronto para o primeiro gol de “El Tanque” na Bombonera com a camisa do Boca.

Foi aí que entrou em ação o “Increíble Fútbol Club”: Silva vacilou e, só para usar um outro refrão global, Ojeda, como um gato, impediu a primeira comemoração do atacante com suatorcida.

Silva foi trazido ao Boca pela lembrança dos vários gols que fez no Banfield e na segunda passagem pelo Velez, porém ainda não supre bem o lesionado Viatri e faz tremer alguns torcedores mais atentos que se lembram de passagens não muito profícuas de “El Tanque” por Corinthians e Fiorentina, entre os quinze clube do jogador.



Mas, se quiser mudar o foco, Santiago pode lembrar que apenasalguns minutos depois de ter perdido esse gol acima, o Boca tinha outra bela oportunidade de fazer o terceiro e consolidar ainda mais a liderança do campeonato.

Silva deu o passe e Chavez arrancou de trás da linha divisória do gramado, com metade do campo livrinho para arrancar e ser feliz. Ele havia entrado só três minutos antes e já tinha a chance de sair na cara do gol.

Só não contavacom o apito de Lunati, encerrando a partida. Veja no vídeo abaixo a alegria do zagueirão Schiavi com o fim do jogo, mesmo com a vitória do Boca.



sem comentário »
Basile recebe ultimato dele mesmo: “Se perco domingo, tenho que sair.”
ter, 03/04/12
por Cauê Dias |categoria Sem Categoria
Quando um técnico vai mal em um clube tradicional já sabe que a pressão é inevitável. O sufoco pode vir...
tracking img