Koook

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1327 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Texto 3

Novos sentidos para a ciência.
* A construção da ciência talvez tenha sido a maior aventura do homem no que diz respeito a sua realidade existencial. O conhecimento científico foi, aos poucos, permitindo-lhe descobrir as estruturas e o funcionamento do universo em suas diferentes manifestações da vida,propiciando enorme progresso na formas de medir, avaliar e controlar a existência humana.
* A ciência moderna sempre pretendeu arvora-se em portadora da verdade, aspirando a ser guardiã do caminho da salvação humana. As ciências humanas estiveram sempre impregnadas da racionalidade que serviu de base aos fundadores da ciência moderna, os quais, apoiados em métodos das ciências da natureza,avalizaram epistemologia que pressupõem a crença na realidade exterior, separada do olhar e sentir humano.
1. A especificidade da educação.
* A educação, segundo muitos autores, possui certa especificidade que lhe outorga o caráter de atividade complexa, caráter esse que precisa ser contemplado nas investigações cientifica sobre o objeto em questão.
*A educação é uma prática social humana; é um processo histórico, inconcluso, que emerge dialítica entre homem, mundo, historia e circunstância.
* A educação, como pratica social histórica, transforma-se pela ação humana e produz transformações nos que dela participa.
* A educação é objeto de estudo que se modifica parcialmente quando se tenta conhecê-la, assim como, á medida que éapreendida, provoca alterações naquele que dela se apropriou.
* A educação permite sempre uma polissemia em sua função semiótica, ou seja, nunca existe uma relação direta entre o significante observável e o significado.
* A educação carrega sempre a esfera da intencionalidade.
* As situações educativas estão sempre sujeitas a circunstâncias imprevistas, não planejadas, edessa forma os imprevistos acaba redirecionando o processo e muitas vezes provocam uma reconfiguração da situação.
* A educação, tendo por finalidade a humanização do homem, entrega sempre um sentido de emancipação as suas ações.
* Toda ação educativa carrega uma carga de intencionalidade que integra e organiza sua práxis, fazendo confluir para a esfera do fazer as características docontexto sociocultural, as necessidades e possibilidades do momento.
* Percebe-se na educação um objeto complexo que, ou ser apreendido cientificamente, não pode sofre reduções nem fragmentações, que produziriam sua descaracterização.
* Para tanto, será necessário empenhar-se na reconstrução e ressignificação dos pressupostos que fundamentam a ciência clássica, especialmente:* Na superação do principio da exterioridade da realidade, na transformação da visão de uma realidade composta de fatos ilhados. Na recomposição do pressuposto de que a razão cientifica deve pautar-se pela busca de relações causais. Na superação da busca da neutralidade cientifica. Na incorporação do não-quantificável, no abandona da noção de tanto os fenômenos da natureza quanto os sociaissão regidos por leis invariáveis, na superação da crença do que os fatos sociais só poderão ser conhecidos se for diluídos em variáveis, na revisão da legação de que ha apenas duas formas de conhecimento consideradas validas: o conhecimento empírico e lógico, na revisão do conceito de rigor cientifica e da compreensão do que o rigor se dar somente pelo controle das medições. Na revisão daconcepção de que o todo se compõe da somatória de partes e na reconsideração do privilegio dedicado ao funcionamento das coisas. No reconhecimento e esclarecimento da dimensão ética da ciência; na compreensão de que a ciência pode assumir um domínio ideológico da sociedade por meio de sua transformação em técnica.

2. Elementos para uma...
tracking img