Kkkamor e amor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 42 (10279 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA
UNIVERSIDADE
HOSPITAL UNIVERSITÁRIO-CAS
SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR
Rua Catulo Breviglieri s/nº - Santa Catarina – Juiz de Fora – MG – CEP 36036-110
Telefone– Fax (32) 4009-5114 / 4009-5184
www.hu.ufjf.br - e-mail: scih.hu@ufjf.edu.br

SERVIÇO DE HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA HOSPITALAR – HU/CAS-UFJF
COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR– CCIH
SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR – SCIH
ROTINA DE HIGIENE E LIMPEZA DO AMBIENTE HOSPITALAR

ENFERMEIRA:

MARIA LUCIA MORCERF BOUZADA
MERCIA GUADALUPE RAMOS

COLABORADORES: ENCARREGADO DO SERVIÇO DE HIGIENE E LIMPEZA,
WELERSON OLIVEIRA CLEMENTE
ROBISON LEOPOLDINO BARBOSA

Versão 00

Serviço de Controle de Infecção Hospitalar HU-CAS/UFJF

Página 1 de 31 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA
UNIVERSIDADE
HOSPITAL UNIVERSITÁRIO-CAS
SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR
Rua Catulo Breviglieri s/nº - Santa Catarina – Juiz de Fora – MG – CEP 36036-110
Telefone– Fax (32) 4009-5114 / 4009-5184
www.hu.ufjf.br - e-mail: scih.hu@ufjf.edu.br

JANEIRO 2010
INTRODUÇÃO
A limpeza hospitalar é uma das medidas eficazes de prevenção e controle para romper acadeia epidemiológica
das infecções. A disseminação de vírus, de bactérias e de diversos fungos se dá através do ar, da água e das
superfícies inanimadas. A limpeza e a desinfecção com um desinfetante são eficazes em reduzir a infecção
cruzada, veiculada pelo ambiente.
A água por si só, não faz a limpeza de forma eficiente, ela não é bem absorvida pela superfície onde é aplicada
(formação degotas). Para melhorar a eficiência da água na remoção da sujeira adicionam-se a ela substâncias,
como o sabão ou detergente, de tal modo que ela se espalhe, promovendo o contato mais íntimo com a
superfície a ser limpa.
As paredes, janelas, portas e tetos têm pouca relação com a transmissão de infecção hospitalar. A limpeza de
rotina é necessária, mas não exige uma freqüência tão grande comoo piso, o mobiliário e os equipamentos.
Deve ser estabelecida uma rotina de limpeza periódica, de acordo com a área hospitalar em que se encontram e
sempre que houver sujidade visível.

FINALIDADES DO SERVIÇO DE HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA
A principal finalidade do Serviço de Higienização e Limpeza é preparar o ambiente, manter a ordem,
proporcionando maior segurança favorecendo o bom desempenhodas ações a serem desenvolvidas,
melhorando assim, a qualidade dos serviços.
O Serviço de Higiene e Limpeza tem como principais finalidades:
• Manter o ambiente limpo;
• Prevenir infecções hospitalares;
• Conservar equipamentos;
• Prevenir acidentes de trabalho.
PRINCÍPIOS BÁSICOS PARA A LIMPEZA:

• De cima para baixo;
• Do mais distante para o mais próximo;
• De dentro para fora; daenfermaria;
• De trás para frente, sentido único.
II. CLASSIFICAÇÃO DAS ÁREAS HOSPITALARES:
Para tirar a duvida entre a necessidade de limpeza ou desinfecção, o ambiente hospitalar foi classificado de
acordo com o risco de contaminação em áreas:
Críticas, Semicríticas e Não-Críticas.
Versão 00

Serviço de Controle de Infecção Hospitalar HU-CAS/UFJF

Página 2 de 31

UNIVERSIDADEFEDERAL DE JUIZ DE FORA
UNIVERSIDADE
HOSPITAL UNIVERSITÁRIO-CAS
SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR
Rua Catulo Breviglieri s/nº - Santa Catarina – Juiz de Fora – MG – CEP 36036-110
Telefone– Fax (32) 4009-5114 / 4009-5184
www.hu.ufjf.br - e-mail: scih.hu@ufjf.edu.br

1. Áreas Críticas:
São aquelas onde há maior reunião de pacientes graves (baixa resistência), maior número deprocedimentos
invasivos e, portanto, maior número de infecções:

• Centro Cirúrgico;
• Unidade de Tratamento Intensivo (UTI);
• Quartos de isolamento;
• Salas de pequenas cirurgias;
• Unidade de Transplante;TMO
• Berçário;
• Hemodiálise;
• Laboratórios;
• Banco de Sangue;
• Lavanderia (área suja).
• Cozinha
2. Áreas Semicríticas:
São aquelas onde os pacientes se encontram...
tracking img