Khgcf

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3435 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
E.E. “PROF WALDEMAR SALGADO”

Lucas Vinícius Constancio, nº 23, 3º ano “B”












[pic]



















Introdução

    O uso indiscriminado de esteróides anabolizantes não é mais exclusivo de atletas, mas também de jovens que praticam atividade física pelo simples prazer e bem-estar. No Brasil, há indícios que sugerem que o uso de anabolizantes estácrescendo entre os jovens pertencentes a diferentes classes sociais (IRIART e ANDRADE, 2002), podendo representar, em breve, um importante problema de saúde pública. De acordo com dados do CEBRID (Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas), o consumidor preferencial no Brasil está entre 18 e 34 anos e, em geral, é do sexo masculino.
    Kam e Yarrow (2005) sugeriram quatro gruposde consumidores de esteróides anabolizantes: esportivo, representado por diferentes atletas que objetivam melhora de performance; recreacional constituído por bodybuilding, ou seja, não-atletas que utilizam anabolizantes com propósito estético; cosmético, constituído por pessoas que têm como objetivo definir a musculatura e; ocupacional, constituído por policiais, seguranças, vigias eprofissionais de esportes.
    Os anabolizantes, que são substâncias que possuem a finalidade de promover o maior rendimento na atividade desenvolvida, são conseguidos de várias formas. Legalmente em farmácias, pois são fornecidos somente com receitas médicas. Ilegalmente, em lojas de suplementação alimentar e, mais recentemente com a utilização de anabolizantes para animais, pode-se conseguir em casas deagropecuárias. Talvez por estes motivos que o número de usuários vem aumentando.
    A grande preocupação é que o uso destas substâncias produz mais malefícios que benefícios, pois, produzem uma infinidade de efeitos colaterais que promovem inúmeras reações psicológicas que variam a mudanças no humor, como euforia, irritabilidade, agressividade (HALL et al., 2005) até mudanças físicas comocrescimento de mamas em homens (ginecomastia) ou excesso de pelos (hirsutismo) em mulheres, podendo causar dependência e em alguns casos até a morte (SANTOS, 2003; MUNIZ et al., 2004).
    O uso de tais substâncias deveria ser prescrito e acompanhado por endocrinologista, pois os anabolizantes são utilizados em tratamentos de doenças, a exemplo o HIV, hipogonadismo, hepatite, anemia associada comleucemia (BASARIA et al., 2001). No entanto, isso não ocorre, pois na maioria das vezes os usuários seguem ciclos, doses e períodos que os anabolizantes são utilizados, mencionados por outros praticantes da mesma atividade ou pelo professor/instrutor, que em muitos casos não possui a devida orientação. Contudo, dados do NIDA (National Institute on Drug Abuse) revelam que muitas vezes os usuários ingeremuma combinação de diferentes tipos anabolizantes, que com o intuito de maximizar e agilizar seu efeito, podem acarretar em danos mais sérios como aparecimento de tumores, icterícia, hipertensão, aumento do LDL (colesterol ruim) e decréscimo do HDL (colesterol bom).
    Muitos estudos são realizados nesta área (SILVA, 1999; PRONER, 2002; CONSITT et al. 2002; JUNKES, 2004), porém a maioria trataapenas dos benefícios e malefícios promovidos pelos mesmos (SONCINI, 2000; JUNKES, 2004).
    Com relação à percepção de causas e efeitos dos sujeitos que utilizam anabolizantes, Iriart e Andrade (2002) analisaram a percepção de risco à saúde decorrentes do consumo de anabolizantes entre jovens fisiculturistas de um bairro pobre da cidade de Salvador e, encontraram, primeiramente que os sujeitosanalisados possuíam uma freqüente insatisfação com suas medidas corporais, por maiores que estas fossem. Além disso, entre esses jovens, a falta de informação somada ao desejo de desenvolver massa muscular e alcançar um suposto corpo ideal se sobrepõe ao risco de efeitos colaterais.
    Dessa maneira, preocupados com as conseqüências da utilização dos anabolizantes e com o intuito de investigar...
tracking img