Karl marx

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4779 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
HISTÓRIA GERAL

1. PRÉ – HISTÓRIA (Origem do Homem – 4.000 a.C.)

Paleolítico (Até +/- 10.000 a.C.)
Por viver da caça e da coleta, o homem era nômade e vivia coletivamente.

Neolítico (+/- 10.000 – 4.000 a.C.)
Com a revolução agrária, o homem tornou-se sedentário. Teve início a transição do coletivismo para o individualismo. Agrupados em comunidades, firmaram os rudimentos dastrocas, da propriedade e da urbanidade.

2. IDADE ANTIGA (4.000 a.C. – 476 d.C.)

A. Os Estados Teocráticos da Antiguidade Oriental
Entre estas primeiras civilizações destacaram-se a do Egito (4.000 a 525 a.C.) e da Mesopotâmia (4.000 a 539 a.C.)

▪ A economia era agrícola de excedente, fundada em relações servis de trabalho, na qual parte da produção se destinava ao rei (o Deus), senhorde todos os habitantes e de todas as propriedades.
▪ A sociedade estava estruturada na economia servil e na organização política teocrática. Assim, no Egito hierarquizava-se de cima para baixo no faraó (rei), nos sacerdotes, nos escribas, nos guerreiros e nos camponeses.
▪ A organização política estava relacionada com a religião. O Estado, que era ao mesmo tempo o rei, o deus ou seurepresentante, tinha como função de proteger os seus habitantes e possibilitar as suas atividades produtivas construindo grandes obras destinadas ao controle das cheias dos rios, a exemplo do Nilo, Tigre, Eufrates, etc.

B. Os Estados Escravistas

As civilizações clássicas: Grécia e Roma

▪ A produtividade era obtida através das relações escravistas de trabalho, cuja mão-de-obra erautilizada na agricultura, nas minas e no trabalho domestico. O escravo tinha várias origens: das conquistas, das dividas e de nascimento.
▪ Tanto a sociedade grega como romana originaram-se de um Estado aristocrático. Em Atenas, no apogeu, o governo estava estruturado na democracia, embora dela fossem excluídos as mulheres, os escravos e os estrangeiros. Em Roma, durante a República e depois oImpério, a sociedade apresentava-se rigorosamente hierarquizada, em ricos proprietários, plebeus proletarizados e massa de escravos.
▪ A cidade-estado no mundo grego era a unidade política básica. A cidade de Esparta era aristocrática-guerreira e se sustentava no trabalho servil dos hilotas. A cidade de Atenas era democrática e comercial e se sustentava no trabalho escravo.
▪ No mundo romano,o Estado era a unidade política básica. As suas principais instituições eram: o Senado, as Magistraturas, as Assembléias e o Exército. Essa composição tinha como fundamento principal a guerra, cujo objetivo era o saque e a submissão dos vencidos ao escravismo.
▪ A cultura greco-romana tinha um caráter cívico, exaltava o Estado e justificativa a sua estrutura social e política. No campo dafilosofia, o pensamento grego é notabilizado pelo idealismo de Platão e pela lógica de Aristóteles; o pensamento romano, pelo desenvolvimento do Direito.

3. A IDADE MÉDIA (476 – 1453)

A. A Alta Idade Média (séc. V – X)

▪ Este período é caracterizado pela ruralização, culminado na formação do feudalismo.
▪ A economia era de subsistência e sustentava-se no trabalho servil. Presos àterra, entre várias obrigações, os servos estavam submetidos a prestações em produtos (talha e banalidade) e em trabalho (corvéia).
▪ A sociedade era estamental, sem mobilidade vertical e estava hierarquizada em ordens: o clero (reza), os nobres (guerra), servos (trabalho).
▪ Influenciados pelo cristianismo acreditavam-se que o reino da Terra fora concebido por Deus. Assim, a Igreja,detentora da salvação, impôs uma ordem política fundada no imperador, com poderes temporais, e no papa, com poderes espirituais.
▪ A cultura mesclava a religiosidade cristã com o espírito guerreiro, numa época marcada por invasões, constituindo-se na identidade da Europa Ocidental. Em suas manifestações, a cultura idealizou as relações guerreiras da nobreza como a cavalaria, a suserania e a...
tracking img