Karen mingst

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1518 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução às Relações Internacionais
Professor Doutor Héctor Luis Saint-Pierre
Nome: Gabriela Scarpari De Giacomo 1º ano – R.I. – Vespertino

MINGST, Karen. Fundamentos das Relações Internacionais. 1ª ed. Editora Elsevier, 2008..
A autora Karen Mingst no capítulo 8 de se livro aborda a importante questão da guerra e dosconflitos, questão esta que levou os historiadores e estudiosos a criarem a disciplina das Relações Internacionais. À guerra é dado uma posição de destaque e isto se justifica a partir do seguinte pressuposto: entre todos os valores, a segurança vem em primeiro lugar, já que, os diversos outros valores, tais como os direitos humanos e a saúde, necessitam de um nível básico de segurança. Contudo, não ésempre possível manter a segurança em algum território, dado que, a história demonstra se levadas em conta as guerras que ocorreram anteriormente. .
Desta forma, surge uma nova preocupação entre os teóricos das Relações Internacionais: “Como a segurança pode ser garantida sem recorrer à guerra?” (pág. 196). Muitos Estados recorrem à alternativa da “autoajuda”, esta consiste em se proteger atravésda montagem de uma forte base industrial, de fabricação de armamentos e da mobilização de exércitos. No entanto, em face a tal evento, cria-se o “dilema da segurança”, justificado pela ausência de autoridade centralizada, neste “ o fato de um Estado tornar-se mais seguro, reduz a segurança de um outro Estado (pág. 196). Tal dilema impele os Estado que se encontram numa situação “insegura” aadquirir mais e mais poder, resultando em “uma condição permanente de tensão e conflitos de poder entre Estado” (pág. 196)
A autora, então, segue tal tema construindo uma espécie de análise, que possui como objetivo, entender o porquê da criação de conflitos e, para isso, Mingst divide as causas em três níveis de análise, são estes: 1)Os indivíduos: as características de líderes podem ser responsáveispela deflagração de uma guerra, principalmente se estes, fizerem uso de uma postura agressiva ou até mesmo fizerem interpretações errôneas (a mais comum é exagerar a hostilidade do adversário). Além disso, o povo por si só pode levar a explosão de uma guerra, isto pois a natureza humana é imperfeita “então não há escapatória, guerras ocorrerão o tempo todo” (pensamento pessimista) contudo, háainda a esperança de se alterar a natureza humana de forma drástica para garantir que exista a possibilidade de evitar conflitos (visão otimista).
O segundo nível de análise, diz respeito à estrutura interna dos Estados e de sua sociedade. Muitos pensadores iluministas, dentre eles, Immanuel Kant, acreditam que em Estados aristocráticos a guerra é mais provável e, em frente a isso, muitos postulamque regimes republicanos por sua vez, são os que possuem menor probabilidade de travar guerras, por serem tipicamente pacíficas “as normas e cultura democráticas inibem a liderança de partir para ações que levam à guerra” (pág. 198). Em oposição a esta, a perspectiva atribuem a responsabilidade à dinâmica interna econômica do sistema capitalista, o qual, com a ausência de um estímulo externo, ficadestinado a se deteriorar. Segundo diversos estudiosos,a demanda interna (de produção e consumo) de um Estado onde rege o capitalismo tende a diminuir, pressionando-os a utilizar-se do imperialismo e do colonialismo para buscar novos mercados consumidores e maior abundância de matéria prima, tendendo à explosão de guerras. Além disso, guerras podem ocorrer para “arregimentar a população em defesada bandeira e desviar a atenção da contração econômica do país” (pág. 199), caso este que diversos teóricos acreditam ter acontecido na Argentina, no conflito Falkland/Malvinas em 1982. Ainda, segundo Mingst a população poderia influenciar , respectivo governante ou líder a iniciar um processo de guerra, contrariando claramente a crença liberal que, por sua vez, prega que “as massas são...
tracking img