Jornalismo no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1612 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 A imprensa no Brasil
1.1 Impresso

Sem nenhum tipo de informação impressa, onde a comunicação era feita apenas boca a boca, não havia nenhum modo de documentar as informações.

[...] a Colônia portuguesa, que por mais de trezentos anos, fora privada de um contato mais amplo com a palavra impressa, fosse através da livre circulação de livros, fosse pela literatura de periódicos estrangeirosque tivessem uma linha editorial crítica ao governo português. (Meirelles, 2008, p. 23)

Durante três séculos, a Colônia portuguesa impediu o jornalismo e qualquer tipo de tipografia de fatos ocorridos no Brasil até a chegada de Dom João VI em 1808. Segundo Bahia, “em maio, foi instalada as oficinas da impressão Régia e, em setembro, faz circular a Gazeta do Rio de Janeiro.” (Bahia, 1990, p.9)Foi no dia 10 de Setembro de 1808 que surgiu na Corte a primeira publicação da Gazeta, dirigida por Frei Tiburcio.

[...] Além do problema da precedência, há que considerar, no caso, que eram diferentes em tudo, mesmo pondo de lado a questão da orientação, quando a diferença chegava quase ao antagonismo. (Sodré, 1999, p. 22)

A Gazeta do Rio de Janeiro foi comparada com o CorreioBrasiliense, jornal publicado em Londres por Hipólito da Costa, que segundo Vasconcelos, site ARLS Hipólito da Costa, N° 1960, foi exilado por acusação de disseminar idéias maçônicas na Europa. Hipólito publicava notícias sobre o Brasil e exportava para o país. Segundo o autor, Sodré, 1999, p. 22, o Correio Brasiliense pesava na opinião pública, ou seja, era contra o governo. Já a Gazeta, não sepreocupava com isso, pois não havia disputa com outros órgãos.

[...] durante quase quinze anos, Hipólito da Costa edita o Correio Brasiliense ou Armazém Literário, em Londres, onde vive como exilado. Seu jornal é moderno, dinâmico, crítico. Mensário, impõe-se pela opinião e pela informação política. Costa tornou-se o patrono da imprensa brasileira.(Bahia, 1990, p. 9)

Comparando a Gazeta do Rio deJaneiro e o Correio Brasiliense:

[...]a Gazeta era embrião de Jornal, com periodicidade curta, intenção informativa mais do que doutrinária, formato peculiar aos órgãos impressos do tempo, poucas folhas, preço baixo; o Correio era brochura de mais de cem páginas, geralmente 140, de capa azul escuro, mensal doutrinário muito mais do que informativo, preço muito mais alto. (Sodré, 1999, p. 22)Após a Proclamação da Independência em 1822, em seu livro, Bahia, 1990, p. 37, cita o surgimento de jornais especializados e de diversos temas: O Compilador, em 1823, Precursor das Eleições , em 1828, ambos no estado de Minas Gerais. O Rio de Janeiro, Bahia e Recife também ganham novos jornais que se dedicam a indústria, comércio e agricultura. Sodré, 1999, p. 87, menciona o surgimento do primeirojornal impresso em São Paulo na data de 7 de fevereiro de 1827, o Farol Paulistano, dirigido por José da Costa Carvalho.

A própria Coroa portuguesa, para neutralizar as ideias divulgadas pelos “estrangeiros”, passou a estimular o surgimento de outros jornais, os quais controlavam com seu poder de censura. Foi chamada Imprensa Áulica, que gerou, entre outros, o jornal A Idade de Ouro do Brasil, oprimeiro jornal editado fora do Rio de Janeiro. (OS MOVIMENTOS, 1998, p.8)

Surge no Brasil mais de vinte jornais republicanos entre os anos de 1870 á 1872, provavelmente o primeiro deles foi o A Republica.

[...]começou a circular em 3 de dezembro de 1970, como órgão oficial do Partido Republicano Brasileiro e do Clube Republicano, que abrigava a ala mais liberal dos radicais. (A IMPRENSA,1998, p.14)

Após a mudança do regime Monárquico para o Republicano, em 1889, nasce o Jornal do Brasil.

Os grandes jornais continuaram os mesmos, com mais prestígio e força os republicanos, com mais combatividade os monarquistas. Não surgiram de imediato grandes jornais novos: só em 1891 apareceria o Jornal do Brasil. (Sodré, 1999, p.251)

Depois que Deodoro da Fonseca renunciou a...
tracking img