Jornal brasileiro de 1870

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2170 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
OPINIÃO LIBERAL
ANO V
CORTE Ano ................ 6$000 Semestre ....... 3$000

RIO DE JANEIRO, 27 DE DEZEMBRO DE 1879 NÚMERO AVULSO 160 RÉIS
EDIÇÃO ESPECIAL DÉCADA DE 1870 A CAMINHO DA REPÚBLICA

N.54
PROVÍNCIA Ano................... 8$000 Semestre........... 4$000

Assina-se na tipografia da – Opinião Liberal – rua da Ajuda n.16.
Publica-se aos sábados e professa a doutrina liberal emtoda a sua plenitude, promulgando principalmente pelas seguintes reformas: Descentralização; Ensino livre; Polícia eletiva; Abolição da guarda nacional; Senado temporário e eletivo; Extinção do poder moderador; Separação judiciaria da polícia; Sufrágio direto e generalizado; Substituição de trabalho servil pelo trabalho livre; Presidentes da província eleitos pela mesma; Magistraturaindependente; Os funcionários públicos, uma vez eleitos, deverão optar pelo emprego ou cargo de representação nacional.
as produções diferentes, as cordilheiras e as águas estavam indicando a necessidade de modelar a administração e o governo local acompanhando e respeitando as próprias divisões criadas pela natureza física e impostas pela imensa superfície do nosso território. Cabe aqui questionar, para osmenos entendidos, que não se refere a um tratado de geografia, mas ao reforço do ideal federalista onde cada uma das regiões da federação republicana tem autonomia política e administrativa. Em suma, a ideia em questão vai contra o centralismo adotado pelo imperador. A Independência proclamada oficialmente em 1822 achou e respeitou a forma da divisão colonial. A ideia democrática representada pelaprimeira Constituinte brasileira tentou dar ao ideal federativo todo o desenvolvimento que ele comportava e de que limitou o país para poder marchar e progredir. Em contrapartida, a dissolução da Assembleia Nacional, sufocando as aspirações democráticas, diminuiu o princípio e a carta outorgada em 1824, mantendo o status da divisão territorial e ampliando a esfera da centralização peladependência. É pelo regime da federação, baseado na independência recíproca das províncias, elevando-as à categoria de Estados próprios que reivindicamos! Continuamos a busca incessante por aquela que se faz a única que consulta e respeita o direito à opinião dos povos. Fortalecidos, pois, pelo nosso direito e pela nossa consciência, ganhamos cada vez mais força. Clássico exemplo é a conquista, que se deu hápouco, da fundação do Partido Republicano Paulista. Temos tornado conhecido o nosso pensamento e é para que isso que continuamos a disseminar nossa ideologia. “Todo esforço dirigi-se a nos colocar em contato com todos os povos e em solidariedade democrática com o continente de que fazemos parte.” Somos da América e queremos ser americanos.

Leonardo Spadetto....Editor Chefe Vitor Dias...............................Editor Ingrydh Sasaoka ........... Colunista Mariana Sousa ............... Colunista
Res publica Há alguns anos o país convive com a grande representação da insatisfação gerada pelo sistema monárquico que, até pouco, representou um autoritarismo poderoso. O profícuo, o conveniente, passou a perturbar aqueles que, pensantes que eram, não se sentiam representados no jogopolítico que os cercava. O país precisava de uma revolução moral. A instituição decadente, até então em vigor, jamais representou a liberdade econômica e o voto do povo. O Manifesto pregou os direitos da nação, a opinião nacional, a soberania do povo. O Manifesto pregou a res publica. Tal como disseram os caros colegas do Partido Liberal, a topografia do nosso território, as zonas diversas em que sedivide, os climas vários e

Economia Ainda sofrendo as consequências da nossa participação na Guerra do Paraguai, a dívida externa nacional é enorme. E só aumenta. Apesar de sermos os maiores exportadores de café, nesta década o Brasil apresenta a menor renda per capita dos países mais importantes da América Latina, 740 dólares, quase a metade do PIB da nossa vizinha republicana, a Argentina....
tracking img