Jornada de trabalho prolongada - motoristas rodoviários

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3822 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola Técnica de Maracanaú
Curso: Técnico em Segurança do Trabalho
Disciplina: Ergonomia
Profa. Ana Claudia

Jornada de Trabalho Prolongada Motoristas Rodoviários




2007

“A todos os que invariavelmente fazem o melhor que podem, o pior não lhes acontecerá”
 Bryan Forbes

Índice
Sumário | 4 |
Introdução | 5 |
A Jornada de Trabalho dos Caminhoneiros no Brasil | 7 |Legislação Sobre a Jornada de Trabalho dos Caminhoneiros | 9 |
Reflexos no dia-a-dia dos Motoristas Rodoviários | 10 |
Conclusão | 13 |
Referências Bibliográficas | 15 |

Sumário

O estudo apresenta os principais problemas que afetam as relações de trabalho no setor de transportes rodoviário em razão do prolongamento do tempo de trabalho e mostra as conseqüências que eles trazem para a vidados motoristas, para o estado e para a sociedade.
Nas profissões com alto índice de periculosidade como motoristas, normalmente ocorrem acidentes de trabalho e problemas ergonômicos devido ao excesso de horas em determinada posição, uso incorreto de equipamentos, insônia e cansaço. Como essa profissão precisa de atenção, o funcionário deve estar descansado para exercer a função.

IntroduçãoOs trabalhadores que excedem as duas horas extras diárias permitidas por lei, podem sofrer as implicações que a longa jornada provoca à saúde. Sabe-se que o trabalho prolongado reduz a atenção e aumenta o risco de acidente no trabalho, sendo influenciado tanto pela hora do dia quanto pelas horas trabalhadas.
Sabe-se que o trabalho prolongado reduz a atenção e aumenta o risco de acidente notrabalho, por sua vez também pode causar transtornos sexuais como impotência e frigidez, dores variadas, distúrbios digestivos, desordens mentais, distúrbios de caráter, memória, atenção, irritabilidade, agressividade, crises nervosas, intolerância à ruídos, hipersensibilidade, depressão nervosa, além de distúrbios psicossomáticos como angústias, palpitações, hipertensão essencial, úlceras gástricas,enxaquecas, desmaios, vertigens.
De acordo com o Art. 59 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), a jornada de trabalho semanal do trabalhador não pode ultrapassar 44 horas e as horas extras trabalhadas não podem passar mais de duas horas diárias. A curto prazo o excesso de horas extras não gera malefícios, porém durante um longo período ocasiona fadiga, estresse e envelhecimento precoce.Verifica-se hoje que ocorre excesso de tempo de trabalho na jornada dos motoristas rodoviários que trafegam pelas rodovias e estradas brasileiras. A categoria dos caminhoneiros, principalmente, apresenta uma das maiores carga horária de trabalho agregada, comparativamente a outros setores de atividade na economia brasileira. Paradoxalmente, isso ocorre no momento em que existe aumento mundial deestudos de sistemas de trabalho que possibilitam semanas reduzidas de trabalho enfocando os reflexos na vida, na saúde e no lazer dos trabalhadores expostos a jornada de trabalho prolongada e no elevado envolvimento de motoristas profissionais em acidentes de trânsito e na exposição destes profissionais a danos físicos, mentais e emocionais.
No Brasil, existem estudos e projetos que tratam da melhoriada segurança viária e do tempo de direção do motorista de caminhões e ônibus que trafegam em rodovias. Podemos citar, por exemplo, o Projeto de Lei nº 2.660/96 que aprovado na Câmara dos Deputados e encaminhado ao Senado Federal, com um substitutivo que "proíbe o motorista de caminhão e ônibus, trafegando em rodovias, dirigir mais de 4 hs ininterruptas, devendo descansar pelo menos 30 min. deforma contínua ou descontinuada..."
Com o cumprimento e a fiscalização das normas e regulamentos, os benefícios decorreriam da redução do tempo imobilizado devido a acidentes ou a licenças por doença, graças a uma melhor organização dos períodos de descanso e à redução do tempo de trabalho.
|   | |
Muitos motoristas param o caminhão no acostamento para descansar - Foto acervo PRF |   | PRF...
tracking img