John keynes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2297 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1. BIOGRAFIA DE JOHN MAYNARD KEYNES
Nasceu em Cambridge a 5 de Junho de 1883, no seio de uma família da elite intelectual da época. O seu pai, Dr. John Neville Keynes, professor de economia política e lógica da Universidade de Cambridge, que também veio a ocupar um alto cargo administrativo na mesma instituição. A sua mãe, filha de um ministro e foi uma das primeiras mulheres a cursarnessa universidade.

"... as ideias dos economistas e dos filósofos políticos, tanto quando estão certos como quando estão errados, são muito mais poderosas do que normalmente se imagina. Na verdade, o mundo é governado quase que exclusivamente por elas. Homens práticos, que se julgam imunes a quaisquer influências intelectuais, geralmente são escravos de algum economista já falecido." JohnMaynard Keynes

Graças à sua inteligência e aos conhecimentos dos pais, foi aceite no Eton College, onde mostrou, entre outros, o seu talento para as matemáticas.
De Eton passou para o King’s College da Universidade de Cambridge, onde obteve o seu diploma em 1905. Foi considerado o mais brilhante estudante de Alfred Marshall e A.C. Pigou, os dois mais notáveis economistas deCambridge. Influenciado por Alfred Marshall o seu interesse pelas matemáticas diminuiu e pela politica e economia aumentou.
Em 1906, ficou em segundo lugar num concurso de recrutamento dos Civis Servants (corpo de altos funcionários do império), apesar e ironicamente, de uma nota medíocre em ciências económicas. Foi então colocado no Indian Office (Ministério dos Negócios das Índias), em Whitehall.Embora tivesse preferido ir para o Treasury Department, exerceu funções até 1908.
O tédio e a oportunidade proporcionada por uma reestruturação do departamento económico de Cambridge levou-o à demissão do seu cargo e o regresso a Cambridge para ser professor até 1915. Fez parte do King’s College até ao fim da sua vida.
Como jornalista, para além dos seus artigos em diversaspublicações, foi director do Economic Jornal, em 1911, uma conceituada revista teórica de ciências económicas. Foi também secretário da Royal Economic Society.

Fruto da sua experiência no Indian Office publicou, em 1913, Indian Currency and Finance (A moeda e as Finanças nas Índias), no qual crítica entre outras coisas o sistema monetário internacional com o padrão ouro como base.
Em1915, é-lhe por fim oferecido um lugar no British Treasury (Tesouro Britânico). Dada a sua importância, fez parte dos delegados britânicos à Conferência de Paz de Paris, em 1919, o que o levaria, no seu regresso a Inglaterra, a demitir-se do cargo que ocupava por discordar do acordo feito com a Alemanha. Neste acordo os países vencidos eram obrigados a pagar reparações de guerra, o que Keynesconsiderava vindicativo, imoral e impraticável. Este acordo iria à sua opinião criar gravíssimos problemas à economia alemã, o que provocaria o repúdio do mesmo por parte da Alemanha e o consequente rearmamento de toda a Europa. A história vir-lhe-ia a dar razão.
No Outono desse mesmo ano foi publicado The Economic Consequences of the Peace (As Consequências económicas da Paz), um livro onde Keynesdesenvolve as suas opiniões sobre o acordo alcançado e o tornou internacionalmente conhecido.
As suas posições obrigaram ao seu afastamento dos círculos oficiais britânicos.
Voltou a Cambridge onde leccionou, administrou as finanças da universidade, "preocupado em adquirir a independência que a fortuna dá" enriqueceu à custa de especulação com divisas, militou no partido liberal,escreveu diversos artigos e livros entre os quais A Treatise on Probability (Tratado de Probabilidades), em 1921, Tract on Monetary Reforme (Ensaio sobre a Reforma Monetária), em 1923 e A Treatise on Money (Tratado sobre a Moeda), em 1930.
Em 1936 é publicada a sua mais importante obra teórica The General Theory of Employment, Interest and Money (A Teoria Geral do Emprego, dos Juros e da...
tracking img