Johannes kepler, tales de mileto e albert eisntein. vida e obra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8740 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Paulista - Swift
Engenharia –

“Atividades Práticas Supervisionadas”
1º semestre, 2012.

* RA
* RA
* RA

BIOGRAFIAS

Johannes Kepler

Johannes Kepler nasceu em 27 de dezembro de 1571, no Sul da atual Alemanha, que naquela época pertencia ao Sacro Império Romano, em uma pequena cidade católica com 200 habitantes, chamada Weil der Stadt, região da Swabiapróxima à Floresta Negra. Foi prematuro e quase não sobreviveu ao parto. Era filho de Heinrich Kepler, um soldado militar, e de sua esposa Katharina, cujo sobrenome de solteira era Guldenmann. Seu avô paterno, Sebald Kepler, era prefeito da cidade, apesar de ser protestante (Luterano), numa cidade católica. Esta era a época da Renascença e da Reforma Protestante, uma época de grande intolerânciareligiosa.
Nesta época sua família, de origem nobre, perdeu quase tudo o que possuía caindo em profunda depressão psicológica. Quando pequenino foi deixado aos cuidados dos avós em Weil enquanto seus pais tiveram que mudar-se para os Países Baixos devido ao emprego de Heinrich; porém retornaram dois anos depois. Aos quatros anos Kepler foi vitimado pela varíola, o que o deixou muito fragilizado. Doisacontecimentos na sua infância o marcaram profundamente: em 1577, a mãe deu-lhe a ver um cometa no céu e, em 1580, o pai levou-o a ver um eclipse lunar. Sua família era protestante e muito religiosa, o que lhe influenciou no início a querer ser Ministro Luterano.
Aos 13 anos foi enviado ao seminário “Stift” para estudar. Em setembro de 1588 Kepler presta o exame de admissão da Universidade deTübingen. A sua aplicação e bom desempenho neste exame valeram-lhe uma bolsa de estudos. No entanto só pôde iniciar os estudos lá em 17 de Setembro de 1589. Foi em Tübingen que seu interesse pela astronomia surgiu.
Em 10 de agosto de 1591 foi aprovado no mestrado, completando os dois anos de estudos em Artes, que incluía grego, hebreu, filosofia, e física. Estudou também teologia, e aprendeu gregocom Martin Crusius. Influenciado pelas leituras de Copérnico e pelo seu professor de matemática e astronomia Michael Maestlin, tornou-se um entusiástico defensor da teoria heliocêntrica do movimento planetário, embora seu mestre defendesse o modelo geocêntrico do Almagesto de Ptolomeu. Na altura, defendido pela Igreja Católica.
Mesmo sendo tão capaz, um agudo sentimento de rejeição tornouextremamente difícil o seu relacionamento com os colegas, o que o deixou com baixa estima: Escreveu uma impiedosa autoanálise, em forma de horóscopo, na qual se comparava a um cão sarnento. Porém Kepler revelou então uma extraordinária habilidade matemática. A sua fama foi tal que ainda em tenra idade (aos 20 e poucos anos), e antes de completar seus estudos foi convidado a ensinar matemática eastronomia no seminário protestante da universidade de Graz, na Áustria, após a morte de um professor. Foi então que desistiu da vida de Ministro luterano que tanto almejava e acabou aceitando a cadeira de matemática, onde começou em 11 de abril de 1594; escolha esta que, mais tarde, ele atribuiria à providência divina. Porém era um péssimo professor e no segundo ano nenhum aluno apareceu.
Keplerenfrentou grandes dificuldades financeiras que procurou ultrapassar recorrendo frequentemente à astrologia, lendo sinas e horóscopo. Seu trabalho, além de ensinar matemática, também incluía a posição de calendarista do distrito. Naquela época, o calendarista deveria prever o clima, dizendo à população a melhor data para plantar e colher, prever guerras e epidemias e mesmo eventos políticos. Aastronomia e a astrologia não eram distintas, um astrônomo era necessariamente um astrólogo, e dar conselhos em questões astrológicas fazia parte das atribuições de qualquer astrônomo. Como astrólogo, ele acreditava na harmonia do universo e na existência de uma relação entre os cosmos e o indivíduo. A obra de Kepler fez a transição da superstição à ciência. Os seus calendários proféticos tornaram a...
tracking img