Jogos dramáticos

IV FORUM DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR
DA REDE ESTADUAL DE ENSINO
30 de novembro de 2010.
OFICINA
Jogos Dramáticos: intervenção e conhecimento na Educação Física Escolar.
Prof. Thiago Zanotti Pancieri
Especialização em Cultura e Arte – IFAC/UFOP
Especialização em Arteterapia - UCAM
Licenciado em Artes Cênicas – UFOP
Licenciado em Educação Física – UFES

Conceitos de Jogos DramáticosO Jogo Dramático não se constitui em um sistema rígido, fechado, já que vem sendo experimentado e referido a partir da experiência de cada professor, em função de seu grupo e de seus objetivos.
Para Peter Slade (1978), o jogo dramático não é uma atividade propriamente artística, mas um comportamento natural dos seres humanos. Refere-se às brincadeiras próprias das crianças, que usam dadramaticidade (presente em variados jogos infantis), para experimentar e apreender os diversos aspectos da vida social. Estes jogos não são compreendidos como atividade teatral para o autor, já que não se estabelece uma relação palco-platéia, ou a preocupação de um discurso cênico.
Já o conceito de Jogo Dramático, como observado pela tradição francesa, se apresenta como prática teatral,atividade em que, tanto a experiência de estar em cena, quanto à de observar os jogadores no palco, tornam-se relevantes para o processo de investigação.
O Jogo Dramático surge na França nas primeiras décadas do século XX, sendo utilizado em vários contextos, desde como atividade que animava encontros de grupos de escoteiros até, e principalmente, nas escolas, enquanto instrumento cada vezmais reconhecido por seu valor educacional.
No Brasil, o Jogo Dramático tem sua principal referência centrada nos trabalhos de Olga Reverbel e na produção teórica de Maria Lúcia de Souza Pupo.
Pode-se caracterizar o Jogo Dramático como uma atividade grupal, em que o indivíduo elabora por si e com os outros as criações simbólicas. Apresenta-se, também, como um instrumento de análise domundo: as situações cotidianas são vistas e revistas, moldadas e modificadas no jogo, e o indivíduo pode sempre parar, voltar atrás e tentar de novo. Apresenta-se enquanto prática que, apesar de organizada teoricamente por vários educadores, não se estrutura enquanto um sistema fechado, autoral, ficando a cargo, do próprio coordenador, elaborar uma sistematização para o trabalho com o grupo.Na proposta desta Oficina o Jogo Dramático estrutura-se por meio das abordagens da piscomotricidade relacional e no jogo simbólico de construção da personagem nos moldes da abordagem de Constantin Stanislavski, caminhando para a educação dramática que pode direcionar abordagens de qualquer disciplina do currículo e guiar os conteúdos da cultura corporal de movimento.

Jogo Dramático e JogoTeatral: especificidades.

Para entender a diferença entre jogo teatral e jogo dramático, é preciso lembrar que a palavra teatro tem sua origem no vocábulo grego theatron, que significa “local de onde se vê” (platéia). Já a palavra drama, também oriunda da língua grega, quer dizer “eu faço, eu luto”. No jogo dramático entre sujeitos, portanto, todos são fazedores da situação imaginária, todossão “atores”. No jogo teatral, o grupo de sujeitos que joga pode se dividir em equipes que se alternam nas funções de jogadores e de observadores, isto é, os sujeitos jogam deliberadamente para outros que observam.
Diferentemente do jogo dramático, o jogo teatral é intencional e explicitamente dirigido para observadores, isto é, pressupõe a existência de uma platéia. Todavia, tanto no jogodramático como no jogo teatral, o processo de representação dramática ou simbólica no qual se engajam os jogadores desenvolve-se na ação improvisada e os papéis de cada jogador não são estabelecidos a priori, mas emergem das interações que ocorrem durante o jogo.

Jogo Dramático no contexto da Educação e da Educação Física Escolar

Em essência a Educação Dramática é o sujeito jogando...
tracking img